Corruptos na prisão

Francisco Correa, um desses “empreendedores” que a trupe liberal-fascista venera, montou uma complexa rede de corrupção e tráfico de influências que envolvia políticos, governantes e autarquias governadas pelo PP espanhol, uma espécie de Pàf do país vizinho, ainda que mais inclinado para o autoritarismo. Felizmente para os espanhóis, o corrupto foi condenado a 51 anos de prisão, juntamente com o antigo tesoureiro do PP, Luis Bárcenas, condenado a 33 anos, e mais uma série de Pàfs espanhóis.

Estou mesmo muito feliz pelos espanhóis. E ao mesmo tempo invejoso. É que, por cá, ser político, banqueiro ou empresário corrupto ainda é um crime que compensa. O Sócrates e o Isaltino ainda estiverem presos uns meses, é certo, mas a justiça portuguesa tem sérias dificuldades em meter e manter criminosos de colarinho branco na cadeia, o que é uma pena, já que o lugar deles é precisamente aquele. Apesar da trabalheira que seria substituir mais de metade do hemiciclo e dos autarcas deste país.

Relatório de organismo da UNESCO arrasa câmaras de Gaia e Porto por causa do Centro Histórico/Património Mundial

Demolições em massa no Centro Histórico de Gaia

 

O ICOMOS (Conselho Internacional de Monumentos e Sítios), uma organização não governamental global associada à UNESCO, acaba de publicar um Relatório Técnico de Avaliação sobre o Estado de Conservação do Bem inscrito na Lista do Património Mundial: Centro Histórico do Porto, Ponte de D. Luíz I e Serra do Pilar.

Este documento, que cita três artigos* sobre as Caves de Vinho do Porto oportunamente publicados aqui, no Aventar, tece gravíssimas considerações sobre a actuação das autoridades públicas portuguesas, no que respeita à defesa da integridade do Património do Centro Histórico de Gaia e Porto.

*Artigos citados pelo relatório do organismo da UNESCO:

A ler:

Clique para aceder

Campanha contra o Nónio

O leitor NÃO DEVE registar-se no Nónio, por três grandes motivos:

  • Violação de privacidade
  • Violação do Regulamento Europeu Geral de Proteção de Dados (GDPR)
  • Efeito “filtros-bolha”.

Ler o artigo para saber o que é o Nónio e para perceber porquê é que não contribuir para a completa devassa da privacidade é importante.

Em resumo e como refere Zeynep Tufekci na seu recente Ted Talk, estamos a criar uma distopia só para fazer as pessoas clicarem em anúncios.

Estão avisados.

(via)