Nas Regiões Autónomas e na Infopédia também há “contatos”

Lisboa é Portugal, mas o resto não é paisagem. O país, tirante a capital, não é apenas uma cara bonita que Lisboa pode apresentar ao parceiro de negócios estrangeiro. O resto do país tem, igualmente, direito a “contatos”, também por não ser menos que a Eleven Sports.

As Regiões Autónomas fazem parte do resto do país, porque a autonomia não é à vontadinha. Como a globalização é grande e o acordo ortográfico é o seu pastor, os “contatos” já chegaram aos Açores e à Madeira. Sim, podemos dizer, em termos ortográficos, que já chegámos à Madeira ou que isto é a casa da Mãe Joana.

Nos Açores, o gabinete da Vice-Presidência do Governo dos Açores usa duas vezes “contatos”. O gabinete do Presidente, por sua vez, tem “contactos”, mas é mesmo assim que deve ser, porque a ortografia medieval é variegada e, portanto, avariada.

Na belíssima página Visit Madeira, da responsabilidade da Direcção Regional do Turismo, também há – todos juntos, agora! – “contatos”!

As imagens que provam a existência dos “contatos” insulares vêm mais abaixo. Não é preciso agradecer, é para isso que cá estamos.

O jovem português em idade de formação poderá ficar com a impressão de que se pode escrever das duas maneiras ou poderá optar pela que está errada, mesmo sendo difícil saber qual é que está certa. O estrangeiro desejoso de aprender a escrever a nossa língua tem à sua disposição uma grafia dupla, mas poderá escolher a que mais lhe agradar, porque, com o AO90, há liberdade, mesmo que não haja ortografia.

Se alguém, contudo, sentir uma comichão, uma dúvida e procurar a ajuda da Infopédia (página da Porto Editora), poderá descobrir esta explicação

Note-se: em Portugal, a forma “mais usada” é “contacto”. Isto quer dizer – porque não pode querer dizer outra coisa – que há uma outra forma menos usada. O c da sequência ct, acrescenta a Infopédia, escreve-se “sempre que” é pronunciada – isto é, quando, em Portugal, não é pronunciada, não se escreve: é a outra forma menos usada. Se a Infopédia falasse, talvez pudéssemos ouvir: “Ainda bem que pude ajudar!”

Gostaria que alguém me explicasse, a propósito, as vantagens do AO90. É um repto que aqui deixo e deixo o “reto” para Rui Gomes da Silva.

 

Comments


  1. O jovem português em idade de formação poderá ficar com a impressão de que se pode escrever das duas maneiras ou poderá optar pela que está errada, mesmo sendo difícil saber qual é que está certa.

    “idade de formação”?!

    Mais formatação do que formação.

    A diversão está precisamente no facto de não sabermos o que está “certo” ou “errado”… A leitura fica assim um exercício divertido para uma manada de literatos todavia ignorantes.

    • POIS! says:

      Ggxuplit! Seq or voxazerodecibolos garuto al padaço sirclaz detruprorto?

      Obri, o voxazerodecibolos rocre tol MANADA BOÇAL!!!!!

      Raptruta alt “português”!!!!!! Rastu “salafrario” trup voxazerodecibolos!

  2. British says:

    “A diversão está precisamente no facto de não sabermos o que está “certo” ou “errado”… A leitura fica assim um exercício divertido para uma manada de literatos todavia ignorantes.”

    What ????

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.