A verdade da mentira – e variações em sol maior

Paródia liberal (imagem retirada dos confins da internet)

Antes de acusações de mentira, desonestidade e argumentos cheios de nada, vale mais cingir aos factos.

Aparentemente, ontem menti, num texto dirigido ao deputado único do Iniciativa Liberal, depois da sua triste figura na Comissão de Inquérito Parlamentar, enquanto questionava o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira. Só que tenho de deixar escapar uma inconfidência: não menti.

De facto, João Cotrim Figueiredo foi CEO da PH (Privado Holding) durante 6 meses, em 2009. De facto, em 2008, o banco pediu 750 milhões de euros ao Estado, tendo recebido 450 milhões (sim, foi antes da entrada do CEO do IL, mas não vejo no que é que isso muda todos os outros os factos). De facto, João Cotrim Figueiredo era CEO do banco durante o processo de reestruturação.

Vamos a mais factos?:

Portanto, fica esclarecido que João Cotrim Figueiredo foi mesmo CEO da PH que detinha a maioria do BPP, que enquanto lá esteve o banco se encontrava intervencionado, tendo recebido 450 milhões de euros por parte do Estado. O mesmo Cotrim Figueiredo que anos depois afirma que “o Estado não pode salvar bancos”, mas que foi CEO de um banco que em 2020 ainda devia 158 milhões ao Estado.

E depois de tantos factos, o esquerdista mentiroso que não sabe como refutar liberais, retira-se; com a certeza de que não é preciso: os liberais são os melhores a refutar liberais.

Agora, as variações.

Comments

  1. Francisco Figueiredo says:

    Na IL, não há cartilha. Pode haver opiniões diferentes. Eu sei que a esquerda portuguesa não lida bem com isso. Esse currículo invejável do João Cotrim Figueiredo apenas demonstra o quão competente é.

    • Francisco Figueiredo says:

      *O. Não esse.

    • João L Maio says:

      É de louvar, sim senhor.

      No IL não há cartilha mas passam a vida a distribuir propaganda. Imagine-se se houvesse cartilha! São o último bastião da posse da verdade como dogma.

      Quanto ao CV do CEO do IL, nada contra, foi mais esperto que os outros, arranjou bons lugares e percebe de tudo um pouco; é um verdadeiro pau-para-toda-a-obra e isso, como é óbvio, é louvável.

Trackbacks


  1. […] sequência disto, que deu origem a isto e culminou nisto, apresento o Curriculum Vitae do agora CEO do Iniciativa Liberal, um homem polivalente, […]

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.