Declaração de voto para o próximo Domingo

No concelho onde resido, a IL não apresenta candidato ao município. Na eleição para a Assembleia de Freguesia existe uma candidatura independente, um antigo presidente de junta, eleito em tempos pelo PS e agora concorre contra o PS no poder, que apresenta novo candidato, uma vez que actual presidente está impossibilitado de concorrer, por limite de mandatos. À falta de candidato liberal, votarei no candidato independente.
Mais complicada será a opção de voto para a Câmara e Assembleia municipal. Esta é mesmo daquelas eleições, em que não importa o resultado, já perdi.

As sondagens apontam uma vantagem do PS no poder, cerca de 5% à frente da CDU, com a coligação liderada pelo PSD, a alguma distância. Sem possibilidade de votar na IL e não querendo votar no Chega, a lógica ditaria que votasse PSD, o que não irá acontecer, porque não voltarei a votar em partidos que apoiaram o lockdown durante a crise pandémica, pelo menos enquanto me lembrar que uma maioria de partidos e líderes políticos encarceraram populações, ignorando direitos e Liberdades. O conceito de voto útil não pode ser aplicável ao PSD, que se revelou um partido inútil, servo do governo e hipocondríacos que o influenciaram.
Mas desta vez também não quero abster-me. Tempos difíceis, pela primeira vez a dois dias das eleições não tenho definido um sentido de voto, problema que não será resolvido com o dia de reflexão, a dúvida permanecerá até ao momento em que entrar na cabine de voto, equacionando até a possibilidade de colocar a cruz à frente do quadrado da CDU, de quem estou nos antípodas, excepto no lockdown, aí estivemos do mesmo lado da barricada. Obviamente que se o fizer, será apenas e só, para derrotar o PS.

Comments

  1. POIS! says:

    Pois não estou a entender a opção de V. Exa.

    No momento em que essa gentinha sindicaleira e tal acabam de sair de mais quatro dias de greve selvagem, ou até pior, na Autoeuropa e já decretaram outra para o próximo fim de semana, certamente para se meterem nos copos a comemorar a vitória nas autárquicas? Ou para afogar a derrota, o que vai dar no mesmo? Francamente!

    Não se admirem se, na próxima segunda-feira, ainda cheios de ressaca, vejam partir na bisga as carrinhas da FedEx carregadas de caixotes onde estão empacotadas as linhas de montagem. E, desta vez, já lá não estará a Merkel para pôr água na fervura. Vai tudo mesmo para as Filipinas, onde já se produz o modelo “DutertEos” com grande sucesso.

    Vão ficar, agora de certeza, simplesmente a produzir motoretas e skates para exportar para o Burkina Faso. E não será por muito tempo. É bem feito!

    • Abstencionista says:

      Picareta sanguinária,

      Já li um comentário igual a este aqui no Aventar!

      Será mais um plágio!!!!!!

      • POIS! says:

        Exmo Sr. Abstencioneiro Marrante

        Pois viu. Mais que uma vez, embora com diferenças.

        E quem o fez fui eu.

        Plagiei-me a mim mesmo! Que vergonha!

        PS. Para a próxima marre com mais calma. Deu cabo da armação toda! Agora tem de esperar que cresça para se estrear lá no Campo Pequeno. Que aborrecimento!

        • POIS! says:

          Só mais uma coisinha:

          Vosselência continua a marrar mas não vai longe. A malta não é analfabeta.

          Vosselência pode não ter gostado da piadinha, mas deixe de insinuar que eu aprovei o massacre dos golfinhos. Porque foi EXATAMENTE O CONTRÁRIO!

          Depois os outros é que são “más pessoas”, ó Moraleiro Marrante!

          Embora saúde o regresso do V. Exa. O Abrantes até já me tinha suspendido a avença. Cá em casa há contas para pagar, porra!

          • POIS! says:

            Ah! E podia ao menos ter posto os links para os outros plágios, bem como para aquela minha suposta afirmação, produto da fértil mente patranhosa de V. Exa, “o mestrado faz-se sem estudar”.

            Estou à espera há séculos!

          • Abstencionista says:

            Picareta sanguinária,

            Ao criares vários perfis falsos, revelas a tua cobardia em assumir a má pessoa que és, Pois julgas que assim podes agir como bandalho sem precisares de ouvir que te chamem bandalho.

            Exemplo, (porque és tapado): Como “Pois” desempenhas um papel de avençado do PS.

            Mas quando queres desempenhar o papel de lambe cús chamas-te Tuga.
            …//…

            Já agora diz-me cá uma coisinha: em criança, quando torturavas animais, já tinhas ido ao Campo Pequeno?

            Pergunto isso porque verifico que esse trauma abalou-te os nervos.
            Mas olha que o tinto não te resolve o problema.
            Toma antes o medicamento que te aconselhei no outro dia.
            E agora vai dormir que já estás como o aço!

          • POIS! says:

            Exma Abstencioneira Marrante (a.k.a. ​Marreta Aldrabona)

            Então em que ficamos? São “avençados” ou “perfis falsos”?

            ALDRABÃO!

            Repito aqui, se já estava tão toldado que não viu (até respondeu a outro…): na minha já longa “carreira” de eleitor, sabe quantas vezes já votei no PS (incluindo autárquicas e tal…)?

            ZERO!

            Realmente podia ter sido menos, mas ninguém é perfeito!

            Já agora, sobre o tal “medicamento”…

            Será correto que um tipo “aconselhe” alguém que nem sabe quem é a tomar “Ratax”?? Não acha que será um pouco inconsciente, para não dizer pior e que poderia trazer consequências se “caisse” numa mente doente?

            Serão esses “conselhos” a expressão do que é uma “boa pessoa”?

            Será que tais “conselhos” serão compatíveis com a atividade profissional que V. Exa. disse aqui um dia
            ser a sua e que me abstenho de reproduzir por duas razões: porque Vosselência é um aldrabão e poderá ter mentido ou porque poderia ser um pouco embaraçoso para Vosselência e também não quero chegar a tanto.

            Nunca fui ao Campo Pequeno, nem a local semelhante, ver touradas. A minha relação com a tauromaquia limita-se à lide de marrantes como é o caso de Vosselência.

            Ei Abstecioneiroooo! Ei abstencioneiro lindooooo!

            Saiba também Vosselência que, por hábito, ao contrário do já aqui confessado por siou algum dos Abstencioneiros franchisados, não bebo tinto (embora goste), não mamo Alvarinhos (esperemos que se estivesse a referir vinhos, ou o caso é grave!…) e não fico a falar à “Daffy Duck”.

          • Abstencionista says:

            Picareta sanguinária,

            “Ei Abstecioneiroooo! Ei abstencioneiro lindooooo!”

            Não percebo nada de touradas, ao contrário de ti que, pelo que leio, és um verdadeiro expert.

            Por isso explica-me, p. f., se este é o grito que dás no Campo Pequeno a suplicar ao rabejador que te espete a bandarilha no olho do cú.

            Deve doer de xaralho …heheheheh…mas se gostas…

          • POIS! says:

            Exma Sra. Abstencioneira Marrante (a.k.a. Marreta Patranheira)

            Não percebe nada de touradas? Ó Marrante, mas é o que lhe está a acontecer! Vosselência anda aqui a ser lidado há séculos!

            Só que ainda não lhe começaram a colocar as bandarilhas, estão a guardar tudo para a estreia.

            O melhor é inteirar-se já de qual o seu papel ou, como já lhe disse, ainda acaba transformado em salsichas Izidoro. O que é coisa que, sinceramente, não
            ao desejo.

            A bem dos consumidores desse tipo de enchido.

            Entretanto, ponha lá os links para a minha afirmação “o mestrado faz-se sem estudar”. Bem como para os meus apelos ao voto no PS. Ponha lá, não seja patranheiro!

            Mais uma vez, para que conste:

            Sabe Vosselência quantas vezes votei no PS na minha já longa “carreira” de eleitor?

            ZERO!

            E amanhã???

            Não digo, porque respeito o dia de reflexão. Que, vim a saber, Vosselência, apesar de Abstencioneiro militante, respeita religiosamente de forma um tanto insólita: não sai da frente do espelho até á hora do fecho das urnas.

            Pergunte-me na segunda-feira. Sei a resposta, mas depois não me diga que foi “plágio”.

      • Abstencionista says:

        “Picareta sanguinária”

        Por uma questão de organização, vou responder aqui ao teu post do rés do chão que assinas como tuga.

        Pois agradeço que consideres o meu comentáio “brilhante” e “imaginativo” mas acho que estás a armar-te Pois não percebeste nada do seu conteúdo.
        (É como as leis, conheces mas não sabes interpretá-las!!!)
        Pensar nunca foi o teu forte e quanto a sentido de humor vai ficando pelas piadas do “shampô de sangue de golfinho”.
        (não ponho eheheheh porque não acho graça a piadas idiotas)

        Continuas a insistir no link do post onde afirmaste, que para tirar um mestrado é só preciso ir ao Google.
        Tu como avençado deves saber melhor do que eu da data em que escreveste tal post e ir buscá-lo aos arquivos do Aventar.
        Vai lá vai…e depois de o encontrares, se tiveres CORAGEM, publica-o aqui novamente.

        Nesse dia vou por um longo …eheheheh… de tanto rir.

        • POIS! says:

          Pois tá bem, ó Abstencioneira Marrante.

          Grão Comendador da Ordem da Marreta Patranheira,

          O comentário de diz muito de V. Exa. Não há post a procurar, porque NÃO EXISTE.

          V. Exa. sabe perfeitamente que foi ALDRABÃO.

          Aliás, nas patranheiras versões aduzidas por V. Exa. há agora uma nova versão: já não é “para fazer um mestrado não é preciso estudar” e passou a ser “é só preciso ir ao Google”. A aldrabice continua!

          Quanto ao resto: não, o “Tuga” não sou eu.

          Vosselência anda mesmo paranoico: só vê “avençados” e “perfis falsos” a persegui-lo por todo o lado.

          E a prova é que não ia dizer nada sobre o comentário de Vosselência, porque não estava interessado.

          Mas já que vosselência insiste, digo-lhe apenas que apresento a minha solidariedade.

          Com tantos a tentarem ir-lhe ao pote V. Exa. é capaz de ficar um tanto maltratado.

          Vale que há alguns mais “fofinhos”: o PC porque V. Exa. privou com eles lá nas suas visitinhas ao “Hotel Vitória” para o beija-mão e sabe-se lá mais quê e o “Chega” porque o mantém “em suspenso”, o que, para V. Exa, deve ser excitante.

          PS1 (post scriptum, nada de confusões…). Sobre o PS, afinal é só isto?

          “O seu slogan ideológico diz tudo: “Para nós tudo, para os adversários nada e para o povo aplique-se a lei que nos dá jeito” ou seja “o pote é nosso”.

          Só?????

          Afinal o “Abrantes” anda enganado. Afinal é V. Exa. que devia estar “avençado”!

          PS2 Deixe de marrar que eu não o incomodo. Pode mandar as alarvidades que quiser, que daqui não leva resposta. Eu só discuto com quem merece.

          • POIS! says:

            Ah!

            E já que V. Exa. é uma sumidade jurídica de alto coturno, lembro-lhe que o ónus da prova pertence a quem acusa.

            Se V. Exa. me acusa de “plágios” e de outras alarvidades como “para tirar um mestrado é só preciso ir ao Google” é V. Exa. que tem de o PROVAR!

            Não seja DESONESTO!

  2. Filipe Bastos says:

    Nesta partidocracia chula e corrupta, ler a ginástica mental de um eleitor compulsivo é como ler o diário de um alcoólico.

    ‘Acabou-se o gin. Sem possibilidade de comprar bom whiskey e não querendo voltar ao whisky do Lidl, a lógica diria que fosse para o vinho carrascão, o que não irá acontecer, porque ainda me lembro da última ressaca. Mas não posso abster-me. Tempos difíceis: lá terei de beber vodka marado.’

    Assim o eleitor compulsivo: morre se não for botar o botinho. No dia da farsa eleitoral vai ficando com nervoso miudinho. Ecoa-lhe na tola o clamor dos caça-tachos: “não deixe que decidam por si!”. Começa a tremer. O suor escorre. Não consegue resistir mais. Vai para a cabina de voto como o bêbado para a tasca.

    Para justificar a absurda obsessão de votar seja em que merda for, tudo vale: sondagens-treta, acrobacias mentais, desculpas pífias – é uma ‘conquista de Abril!’ – tudo menos confrontar a sua conivência com este regime podre, que valida com o seu voto.

    Ó Almeida,

    Vote BRANCO.

    Vote NULO.

    Ou então, NÃO VOTE.

    Acorde. Exija. Deixe de ser otário.

    • Abstencionista says:

      Excelente post!!!!

      Eu digo o mesmo, só que v/ diz melhor!

      E com humor … para doer mais!

      eheheheheheh

      • Tuga says:

        Viva mister “eheheheheheh”

        Pensavamos que tinha morrido.

        Cada vez mais imaginativo

        • Abstencionista says:

          Picareta sanguinária,

          “O Abrantes até já me tinha suspendido a avença.”

          Pois querias que o Abrantes pagasse avenças por cópias de comentários imbecis?

          Vê lá mas é se justificas a avença e continua a fazer a apologia no “bota PS”.

          eheheheheh

          • Tuga says:

            Caro Mister eheheheheh

            Precisa de mudar de lentes.
            A cegueira oftalmológica é tal que confunde a quem quer responder.
            Olhe que eu não sou do Benfica

          • POIS! says:

            Exma Sra Abstencioneira Marrante

            Excelência

            Vosselência está a marrar ao lado com toda a força. Tá mesmo todo lixado da cornadura.

            Depois emite uns “eheheh”, tão azoado fica!

            Tem de melhorar o treino, ou vai acabar pegado de caretas pelo Grupo de Forcados do Montijo e arrisca-se a terminar a carreira transformado em salsichas Izidoro.

            O que não desejo. Sou sanguinário mas nem tanto.

            Num intervalo do marranço, ponha lá o link para a “minha” afirmação “o mestrado faz-se sem estudar”. E para o tal artigo do “Correio dos Açores”. Por acaso gostava de ver o que copiei.

            Vosselência, afinal, conhece melhor a política de avenças do Abrantes do que eu. Deve ter sido lá das confissões que ele fez nas sessões dos Psicopatas Anónimos que Vosselência frequenta.

            PS (nada de confusões…):

            Sabe quantas vezes votei no PS na minha longa vida de eleitor?

            ZERO!

            Realmente podiam ter sido menos, mas um gajo não é perfeito.

            Acho que a perspicácia de Vosselência se situa um pouco acima de amiba, mas uns furos abaixo de paramécia.

    • Paulo Marques says:

      Para a quem é indiferente ao resultado, queixa-se muito de quem ganha.

  3. Carlos Almeida says:

    Ao vivo e em tempo real

    O fracasso estrondoso das politicas neoliberais no Reino Unido

    Para os Ingleses aproximam-se tempos muito dificeis.

    https://actualidad.rt.com/opinion/daniel-bernabe/404924-brexit-reino-unido-tiempos-dificiles

  4. Abstencionista says:

    Dia de reflexão!

    Tirando os poucos candidatos independentes, esses a prazo pois serão rapidamente absorvidos pelos partidos caso ganhem as juntas ou as câmaras nestas eleições, temos o mais do mesmo, ou seja, a caça ao pote pelos partidos.

    Assim:

    Livre: Partido comandado por uma inutilidade política amamentado pelo pasquim Publico, mas que já tem estratégia para ir ao pote.

    BE: Lar de terroristas e racistas, com autorização especial para ir ao pote.

    PC: Partido dos funcionários públicos que não votam PCP, que não vai ao pote, só porque tem quem vá por ele.

    PS: O seu slogan ideológico diz tudo: “Para nós tudo, para os adversários nada e para o povo aplique-se a lei que nos dá jeito” ou seja “o pote é nosso”.

    CDS: Trespassa-se para ser alugado a quem tenha ideias para ir ao pote.

    PSD: Empresa fornecedora de mão de obra para o Chega, com funcionários chateados por não terem mão no pote.

    IL: Querem ir ao pote mas têm vergonha de o dizer.

    Chega: Está a aproveitar a janela de oportunidade para ir ao pote.

    • Tuga says:

      Mister eheheheheh

      Cada vez com mais imaginação

      Mas esqueceu-se da sua frase com mais conteúdo filosófico :e que normalmente finaliza os seus brilhantes comentários : eheheheheh

    • Tito says:

      AbestaSionista

      Ja votou ?

    • POIS! says:

      Pois, também por “uma questão de organização”…

      Repito aqui o que lhe disse num comentário acima, com alguns acrescentos…

      Essa do “tuga” ser um “perfil falso meu é mais uma tentativa de ALDRABICE ABSTENSIONEIRA!

      Vosselência anda com a mania da perseguição. Só vê “avençados” e “perfis falsos” a voar á volta da sua alucinada cabeçorra!

      Como já tinha escrito, não ia dizer nada sobre o comentário de Vosselência, porque não estava interessado.

      Ma,s já que Vosselência insistiu, digo-lhe apenas que lhe apresento a minha solidariedade.

      Com tantos a tentarem ir-lhe ao pote V. Exa. é capaz de ficar um tanto maltratado.

      Vale que há alguns mais “fofinhos”: o PC porque V. Exa. privou com eles lá nas suas visitinhas ao “Hotel Vitória” para o beija-mão e sabe-se lá mais quê e o “Chega” porque o mantém “em suspenso”, o que, para V. Exa, deve ser excitante.

      E, reparei posteriormente, também teve o cuidado de omitir o PAN. Tendo em conta a atividade marrante de V. Exa…significativo!

    • Paulo Marques says:

      Alguém tem que ser o adulto e assumir responsabilidades.

  5. Paulo Marques says:

    Na altura nem pensei nisso, mas a declaração de voto ser por clube e não por propostas, excepto uma que não é de competência autárquica, diz muito sobre o saúde do regime e de como chegamos a esta abstenção.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.