O actual SG da ONU não estará de acordo com isto:

«Já sabíamos que as eleições autárquicas não resolvem problemas nacionais, não definem o panorama político legislativo e parlamentar, nem têm directa interferência no governo» (António Barreto, Público, 27/09/2021).

Comments

  1. Paulo Marques says:

    É uma situação bastante diferente. Mas era bastante melhor que se falasse das câmaras e não do jogo partidário, e, não, falar só sobre Lisboa não chega.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.