Prioridades VIP

O Governo autorizou o Turismo de Portugal a gastar nos próximos dois anos até 10 milhões de euros para campanhas de publicidade digital

Comments

  1. Joana Quelhas says:

    Podes estar descansada que não é isso que vai trazer turistas nem imigrantes a Portugal. Este é apenas um esquema de distribuir impostos (cobrados a pessoas humildes e trabalhadoras que foram “instruídas/lavagem cerebral nas disciplinas de cidadania e outras” a pensar que os impostos são para seu próprio bem ), por clientelas vulgo “amigos do governo”.
    No entanto queria salientar o cinismo por detrás da virtude da Aninhas. A Aninhas como boa ditadora de plantão (estagiária) acha que o turismo é mau.
    O turismo prejudica o ambiente e provoca as alterações climáticas e por isso acha que o turismo tem que ser regulado.
    Regulado por quem ?
    Pela aninhas e outras sumidades intelectuais como ela, que sabem quem pode ou não pode viajar.
    E quem pode viajar ?
    As pessoas como ela e os amiguinhos das ONG’s (mantidas a impostos dos pobres) que “precisam” de viajar para obviamente salvar o planeta … enfim… não tenham cuidado com esta estirpe que quando acabar a loucura do covid teremos o estado de “emergência climática” com os seus certificados que só serão emitidos a quem esta corja achar que tem justificação …

    Joana Quelhas

    • POIS! says:

      Pois, só há uma solução para se conseguir conciliar os interesses em confronto.

      Têm de substituir-se as receitas do turismo pela da exportação de premissas.

      Obviamente, neste caso, Vosselência tem uma palavra a dizer. Ou até duas. Mas não exagere: no máximo três, que isto não é o de Vosselência!.

    • Paulo Marques says:

      O turismo é mau, como a publicidade, só quando é o estado a fazer coisas. Fora isso, vender pastéis de nata é um bom presente.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.