Olha, Bragança!…

Bragança teve “o transporte do futuro” entre 1906 e 1992; levou-o lá bem acima a monarquia e mandou-o retirar a mesma pessoa que os transmontanos, em apoteose, elegeram como seu novo Presidente da República pela significativa votação democrática de 65%. Ele levou (embora) o comboio, levou o IP4 (a estrada da salvação de Trás-os-Montes e, 300 mortes depois, a estrada da morte). Sim, sim, o futuro de Trás-os-Montes já não passa por uma estrada cancerosa mas sim pela A4… a pagar!

Entretanto, 35 km a norte de Bragança, em Sanabria, constrói-se uma estação nova para nova linha de Alta Velocidade Madrid-Galiza. Mais depressa se chegará a Madrid do que ao Porto…

Espanha – "Alta Velocidad Levante"

El sábado 18 de diciembre, desde las 11.00h. se retransmite en directo el acto de inauguración del tramo Madrid – Valencia.

Neste sábado inauguram-se em Espanha mais 438 km da sua rede ferroviária de alta velocidade. Embarcados neste capítulo moderno do caminho-de-ferro em 1992, com a abertura da ligação rápida Madrid-Sevilha, a Espanha atinge hoje os 2,665 km de linhas de elevadas prestações sendo recordistas europeus. Só a China tem mais.

Crespo "calhandrices"

Calhandra : ave conirrosta de vôo curto e rasteiro, espécie de cotovia. Pássaro, também conhecido por calandra, cochicho, cotovia, laverca, etc…

Ora como o Mário Crespo, não é bem uma ave ( talvez canora, ainda vá que não vá…) mas no resto nem por sombras, cotovia também não, resta cochicho…

Cochicho : acto ou efeito de cochichar, murmúrio…

Cochichar : pronunciar em voz baixa, dizer em voz baixa, segredar; segredar em voz baixa ao ouvido de alguém.

Eu, não é para armar em engraçadinho, mas sempre achei que o Mário cochichava, aquela de ele apresentar o telejornal é todo um cochicho. Realmente, ele cochicha aos nossos ouvidos.

Logo, é uma calhandrice a profissão dele, anda sempre a calhandrar, a prova é que ele só convida tipos que calhandram, como é o caso do Dr. Medina Carreira, o “calhandrices-mor” que também vai ter que deixar de murmurar …

Não me vão dizer que o calhandrices- mor é uma ave dendrocolaptídea, não se ofendem as pessoas assim ou em alternativa (?) ser uma ave da família dos furnarídeos…

Isto, por acaso, é mesmo para arranjar um problema ” calhandro” porque sempre ouvi e andei a cantar a famosa canção, de que os meus sofredores, desculpem, leitores, também já cochicharam e nunca ninguém me negou a publicação do quer que seja. Quem não se lembra do – Olh’ó o cochicho!) que anda sempre a cochichar…

Outra hipótese é ser um chapéu velho, aí sim, que me lembre já vi várias vezes o Medina Carreira de cochicho na cabeça, mas não sei se andava a cochichar, mas poder ser, pode!

Isto tudo para dizer que quem não murmura é o nosso bem amado primeiro ministro, esse grita : Ó Mário não cochiches ! Deixa-te de calhandrices, ó Medina!