Jovem Conservador de Direita: Feliz pré-25 de Novembro!

(O Doutor é o grande líder intelectual da direita democrática portuguesa e, sobre isso, nem há discussão. As suas reflexões podem ser acompanhadas na sua página do facebook e instagram. Tem também um conhecido podcast e há pouco tempo lançou a revista em papel Le Docteur. Tem um patreon aberto a investidores e apreciadores de conteúdos exclusivos de qualidade)

O 25 de Abril foi um marco importante na história da nossa democracia que deve ser celebrado. Infelizmente veio interromper o trabalho do Dr. Marcelo Caetano, que estava a fazer um excelente trabalho na nossa transição para a democracia. Mas aconteceu e não o podemos negar.

Apesar disso, o Dr. Marcelo Caetano surge como um dos grandes heróis do 25 de Abril. Foi o seu autocontrolo que permitiu que esta revolução fosse pacífica. As coisas podiam ter corrido muito mal. Aqueles militares estavam todos assanhados e sedentos de sangue. O Dr. Marcelo Caetano soube conceder com dignidade e retirou-se corajosamente para o Brasil. A maior qualidade de um herói não é ser corajoso face ao perigo, mas sim saber fugir quando tem de ser. Não há nada mais heróico do que a auto-preservação.

Curiosamente o Brasil foi o destino de algumas das pessoas com maior sucesso do nosso país no dia 25 de Abril. Desde o Dr. D. João VI que as pessoas de maior sucesso do nosso país têm o hábito corajoso de emigrar para o Brasil quando há problemas em Portugal. É uma questão de etiqueta. Quando uma pessoa está num jantar civilizado e, de repente, esse jantar é invadido por chimpanzés e alguns dos convidados começam a exigir a nacionalização da propriedade do anfitrião, a atitude mais saudável é abandonar e esperar que as coisas se acalmem. Os chimpanzés eventualmente vão cansar-se e os revoltosos vão perceber que liderar dá trabalho. É nessa altura que as pessoas de sucesso podem regressar sem correrem o risco de um chimpanzé lhes furar o olho com um garfo.

É claro que não estou a chamar chimpanzés aos portugueses que não emigraram depois do 25 de Abril. Mas a verdade é que se fizeram coisas animalescas nesses tempos, como nacionalizações, saneamentos e alguns álbuns de música de intervenção. Não podemos condenar uma pessoa de sucesso que decida escolher este momento para uma viagem espiritual pelo Brasil.

[Read more…]

A escravatura e o Dr. Chef Avillez

Obrigado, Dr. Jovem, por continuar a iluminar o nosso caminho, obscurecido pelos esquerdalhos totalitários.

Candidato à sucessão de Pedro Passos Coelho censurado pelo jornal I

jcd

Aquele que é por muitos considerado o futuro da direita portuguesa, o melhor colocado para suceder a Passos Coelho e, posteriormente, a António Costa, foi alvo de um procedimento censório que culminou com o fim da relação profissional que mantinha com o jornal I. Segundo podemos ler na sua página oficial no Facebook, o Dr. Jovem Conservador de Direita acusa o jornal de não ter publicado o seu artigo semanal, uma carta aberta dirigida ao Arquitecto José António Saraiva, sem qualquer tipo de notificação. E a verdade é que, ao contrário daquilo que vinha sendo habitual, o artigo foi efectivamente excluído da edição em causa. Resta saber quem se esconde por trás do arbusto, tentando minar a impenetrável credibilidade da maior lufada de ar fresco que a direita viveu desde os tempos da chegada de Duarte Marques ao hemiciclo. A minha total solidariedade para com o esse grande vulto da política nacional que é o Dr. Jovem Conservador de Direita. Que triunfe sobre os esquerdalhos!

Fotomontagem@Facebook Dr. Jovem Conservador de Direita

O presépio que faltava

Presépio

Mais um notável conseguimento do Jovem Conservador de Direita, futuro líder do PSD.