Um jumento é um jumento

Mas um jumento simplex é mesmo um jumento com uma puta duma lata!

As ex-SCUTs e o jumento

Lembram-se de, há uns bons anos, António Costa ter feito uma acção de campanha sobre o trânsito entre Lisboa e um concelho qualquer dos arredores ao qual era candidato à presidência da autarquia? Lembram-se que o agora autarca de Lisboa levou um jumento a competir com um Ferrari para ver quem chegava mais depressa à capital?

Ora, foi do jumento que lembrei nestes dias de debate sobre as portagens na SCUT. Não para fazer qualquer corrida comparativa mas apenas sobre o paradeiro do bicho. Acho que sei onde anda. E com a ajuda de uns cenários, todos vós irão descobrir também.

jumento

Cenário 1: Um gajo quer chegar ao aeroporto do Porto. A principal via para lá chegar é a A41. E, sim, adivinharam, deixou de ser SCUT ontem, 15 de Outubro. Alternativas: as ruas dentro das localidades entre qualquer ponto e a entrada da aerogare em Vila Nova da Telha; Ou utilizar a VRI, que continua a ser de borla. Ora, um gajo tem de ir a Matosinhos para poder chegar ao aeroporto sem pagar portagens.

Já consigo ver as orelhas e o focinho do jumento.

[Read more…]

Filho da Pide

Não gosto de anónimos. Cá tenho as minhas razões. Pensar que na Rede qualquer um é  mesmo anónimo só porque assina com um nome que não é o seu irrita-me, dou-me mal com a imbecilidade humana.

Era isto um intróito para contar que Paulo Pinto Mascarenhas assinou hoje uma das coisas mais vergonhosas do jornalismo português mais recente. É muito fácil identificar um anónimo, como já tentei explicar ao procurador  Pinto Monteiro, e sendo alguém que escreve no blogger, propriedade do Google mais fácil ainda, como o Jorge do Fliscorno aí desenvolve em comentário à essa mesma explicação.

É muito baixo identificar alguém que quer ser anónimo e não cometeu nenhum crime, como achou o DIAP e explica o próprio. É de filho de uma grande pide, seja a senhora sua mãe quem for.

E é muito fácil as minhas irritações virarem-se para outro lado com uma rabanada de vento deste calibre.

Imagem do jumento

Faltam 425 dias para o Fim do Mundo:

Quando os blogues são notícia e metendo PJ/Interpol! Quando outra rede social, o Facebook é notícia por ser do contra. Quando um PM lida com dificuldade com a Imprensa e se vê a braços com uma comissão. Quando o trabalho e a solidariedade se juntam tudo é possível. Quando não ter dinheiro deixar de ser um estigma, o problema ficará resolvido.

E agora, divirtam-se com algo completamente diferente: