Isto sim, tresanda a estalinismo e fascismo por todos os lados

FP.jpg

Imagem: Fernando Pessoa – Heterónimo, 1978, óleo sobre tela de António Costa Pinheiro

Vivem-se tempos de polarização, de radicalizações mil, marcados pelo regresso de fantasmas de outros tempos, que procuram usar a democracia e a liberdade de expressão na tentativa de as suprimir.

Fruto deste extremar de posições, que alimenta discursos cada vez mais carregados de ódio e ignorância, termos como “fascista” ou “estalinista” são usados e abusados, e servem hoje para tudo e mais alguma coisa. O governo português, por exemplo, é estalinista. Os conservadores, por seu lado, são fascistas. Hitler, segundo algumas almas perdidas que deambulam pelas redes sociais (e em alguns projectos políticos travestidos de jornais), era socialista, porque o nome do seu partido incluía o termo. Qualquer dia, ainda nos tentam convencer que a República Popular Democrática da Coreia do Norte é uma democracia. [Read more…]

"Masturbam homens de aspecto decente em vão de escada"? Corta!

Era eu uma cumpridora aluna do Ensino Secundário quando,  achando suspeito que os poemas de Álvaro de Campos que constavam no nosso manual de Português tivessem tantas reticências, fui procurar os mesmos poemas nas edições completas e descobri que as reticências correspondiam a uma censura. Por exemplo, na “Ode Triunfal”:

“Ah, e a gente ordinária e suja, que parece sempre a mesma,

Que emprega palavrões como palavras usuais,

Cujos filhos roubam às portas das mercearias

E cujas filhas aos oito anos — e eu acho isto belo e amo-o! –

……………………………………………………………

A gentalha que anda pelos andaimes e que vai para casa

Por vielas quase irreais de estreiteza e podridão.”

Ora, onde estava essa longa linha de reticências  deveria estar:

“Masturbam homens de aspecto decente nos vãos de escada.”

[Read more…]