Opera no Café Iruña em Pamplona – vale a pena ver e ouvir

O 1 de Novembro é desde a minha infância dia de tristeza. Não por se tratar do ‘Dia de Finados’. Ou talvez sim. Já nem sei. O certo, certo é ter sido o dia de desassossego do espírito de criança, por dor que jamais consegui repelir: a morte da minha avó materna. Subsiste sempre na memória, como, anos mais tarde, a partida da outra avó, a paterna, igualmente venerada por mim.

É, pois, neste dia, para mim perpetuamente plúmbeo, mesmo que raiado de Sol, que me refugio na música. E, porque a música é um bem partilhável, permito-me publicar um vídeo, gravado a 7 de Maio deste ano, ‘Dia Europeu da Ópera’, no Café Iruña em Pamplona; um café histórico frequentado por Hemingway, quando viveu em Espanha.

Mesmo para quem já não é novidade, estou convicto de que vale a pena voltar a ver e ouvir:

Comments

  1. mjrijo says:

    E ainda me perguntam porque sinto tantas saudades de Pamplona…
    Agur!

  2. A. Pedro says:

    A mi,si, me gusta la opera. Gracias, Carlos.

  3. carlos fonseca says:

    MJRijo,
    Um dia destes vou até lá, matar saudades. Por uns dias, deixarei de ouvir falar de orçamentos, orçamentistas, crises e não sei que mais.
    Pedro,
    Sabia que te gustaba. Saludos.

Deixar uma resposta