O Desemprego é uma Oportunidade

E o trabalho liberta…

Comments

  1. Edgar says:

    É de lhe dar já essa oportunidade!

  2. eyelash says:

    quando é que vamos despedir este nojento?!

  3. Bruno says:

    Esse sujeitinho, ao abrigo das regras que quer para o código do trabalho, no dia que assinou contrato já estava despedido, eheh

  4. joao says:

    “O desemprego tem de significar uma livre escolha”, afirma o nosso PM.

    Vou ali ver mais um filmezito de terror.

  5. maria celeste ramos says:

    ou um filme dos “boinas verdes” – em que o terror é mais “verde”

  6. porque é que as putas são sempre as mães dos outros? says:

    é este tipo de lógica simplex que é criada em massa por atrasados mentais de todas as cores
    os meus sentidos pêsames à sua famiglia mafiosa

  7. …uma oportunidade de estar-se vendid@.

  8. Zé Carioca says:

    Ora aqui está uma oportunidade de ires pró raio que te parta jotinha, “que nunca fiz nada na vida”.

  9. Zuruspa says:

    O desemprego é uma oportunidade para fazer uma espera a certos governantes…

  10. J.Pinto says:

    E não é que foi exatamente esta mentalidade retrógada que nos trouxe até aqui. Põe-se um vídeo na Internet, de 10 segundos, e não se diz sequer que se trata de uma palestra de empreendedorismo e para investidores. Muitos deles começaram a ser patrões quando estiveram no desemprego. Foi a partir daí que criaram o seu emprego e o dos outros.

  11. Maquiavel says:

    Realmente é esta mentalidade retrógada de defender o indefensável que nos trouxe até aqui.
    A Maria Antonieta mandou os pessoal comer brioches e ficou sem cabeça; o PPC diz uma alarvidade do género e há logo um pacóvio a acorrer em sua defesa.

  12. Jorge Anyous says:

    Este homem ou está doido ou faz dos outros doidos.
    No mínimo num país de gente a tender para o normal ao fim do dia estava a dar explicações ao Presidente da República.O mais próximo que me lembro foi um célebre ministro de nome Borrego que depois de uma graça parva foi demitido.
    Mas hoje neste lodaçal as pessoas assobiam para o ar e não se passou nada.
    Estou farto de tanta parvoíce.Os 15%de desempregados não são um número são 800 mil desempregados,800 mil casos humanos.Irra!

  13. J.Pinto says:

    Na minha vida pessoal e profissional nunca necessitei de chamar nomes a quem quer que seja para dizer e defender as minhas ideias. Também não é agora que me vou deixar ludibriar pela mentalidade pacóvia de alguns transeuntes que por aqui profeream algumas alarvidades linguísticas.

    Relativamente às palavras do nosso PM, não vejo qualquer problema no facto de ele ter dito, numa palestra para empreendedores e investidores, invistam e olhem para o desemprego como uma oportunidade – o sucesso de alguns deles reside exatamente no facto de eles não se terem resignado. Os transeuntes pacóvios que por aqui infestam também estão dispostos a não resignar-se, mas para tal será necessário exigir mais dos outros, sempre aos outros.

  14. Tito Lívio Santos Mota says:

    J. Pinto, desculpe, mas quem não quer ser chamado de burro, não lhe veste a pele !

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.