Voto de pesar pela existência de Jaime Ramos

A notícia já aqui foi publicada, mas não posso deixar passar o meu repúdio pela atitude dos deputados do PSD Madeira, em particular do seu líder Jaime Ramos.

Um idiota é um idiota e um idiota deputado é um deputado idiota.

Um grupo de idiotas deputados é um grupo de deputados idiota.

Eu manifesto o meu pesar pela existência do sr. Jaime Ramos e, ainda, o meu enormíssimo pesar por ser o sr. Ramos deputado eleito e chefe de um grupo parlamentar capaz de juntar tantos carneirinhos num só hemiciclo.

Comments

  1. Zé Carioca says:

    …e se um deputado, faz uma coisa destas…
    …e se muitos deputados, fazem uma coisa destas…
    então, não são um grupo de deputados, mas sim…
    UM BANDO DE FILHOS DA PUTA, sem o mínimo de sentido democrático, para serem, imagine-se …de…puta…dos, neste caso!

  2. maria celeste ramos says:

    porque degrada tanto este país com tantos decisores cada vez menos capazes ? de facto o emprego anda em crise excepto p+ara cada vez menos “capazes” – mais uma forma de degradação à vista

  3. Ana Bento says:

    …como é possível juntar tantas BESTAS num só hemiciclo!

  4. Pisca says:

    O homem nunca conseguiu ir além dos sifões e sanitas, ficaram-lhe coladas à pele e aos raros neuronios

  5. MAGRIÇO says:

    Possivelmente devido a um incontornável espírito de independência não tenho filiação partidária, o que não significa que não tenha as minhas preferências ideológicas. Na verdade, por um ou outro motivo, não me revejo em qualquer dos partidos “disponíveis no mercado”, embora alguns, pelo seu passado de luta contra o regime totalitário, me mereçam todo o respeito e alguma simpatia. Mas não posso evitar sentir pelo PSD uma aversão que vem desde a sua fundação! Fundado por um homem que, ao tempo, merecia algum crédito pela sua oposição, embora algo tímida, ao regime de então, cedo me apercebi que serviu de refúgio ao refugo da nossa sociedade, aos falsos democratas e até a Salazaristas envergonhados, como prova o facto de, após o desaparecimento do seu fundador, os herdeiros se terem apressado a mudar o nome do partido que, de um inócuo PPD, se transformou num equívoco “PSD”. Apesar de o CDS se situar nos antípodas das minhas preferências ideológicas, não me repugna tanto: votou contra a constituição e a partir daí só é enganado quem quiser, enquanto o “PSD” votou a favor para logo iniciar várias arremetidas contra ela. É por isto que atitudes como a de Jaime Ramos não me surpreendem, assim como não me surpreendeu que algumas figuras de proa deste partido tivessem, após anos de “esquecimento”, terem este ano decidido que, afinal, até gostam de cravos vermelhos para comemorar o 25 de Abril. Com tanta “lata”, bem podiam mostrar algum empreendedorismo criando um negócio de sucatas…

  6. MAGRIÇO says:

    Mais uma vez tenho de pedir desculpa pelo crasso erro de sintaxe “tivessem… terem”. Vou ter de contratar um revisor…
    🙂

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.