Chamava-se salazar

espatulaAgora nas cozinhas portuguesas:

– Chega aí o gaspar para aproveitar o resto da massa.

Comments

  1. maria celeste d'oliveira ramos says:

    Não me recordo de ter tido um Natal tão triste mesmo antes de 1975 – individual e colectivo – e não tem a ver apenas com situação pessoal mas sim com tudo o que vejo pelas ruas da cidade e nas caras de quem passa por mim – e mesmo nas parêdes das casas que parecem elas também tristes de tanto abandono

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.