Mais um enganado

Pedro Braz Teixeira esteve numa palestra com um vigarista e agora descobre que metade dos números do outro estavam errados. Espero que haja gravação da forma veemente como na altura o contestou.

Comments

  1. maria celeste ramos says:

    todos os números de podem apanhar no ar


  2. Há questões que eu gostava de saber da veracidade. Por exemplo, aquela história de um banco alemão intervencionado pelo Estado e que teria servido alegadamente para um empréstimo encapotado à Alemanha por parte do BCE no valor de 60 000 milhões, se bem me lembro, a uma taxa de juro irrisória. Ou a disponibilidade do Brasil e de Angola para a compra de dívida. Ou ainda que Durão Barroso terá dito que tudo é negociável na UE, o que é necessário é fazer fincapé e ter uma posição firme. Ou finalmente, saber se 40% da dívida pública portuguesa está associada à fatia portuguesa dos fundos estruturais e é mais facilmente renegociável. Isto é o que me lembro da entrevista à TSF. Porque faz uma enorme diferença saber se tudo isto é verdadeiro ou falso.


    • Sobre a primeira questão, já vi mais abaixo.

    • Maquiavel says:

      Meu caro, a primeira regra da negociação é precisamente
      tudo é negociável, o que é necessário é fazer fincapé e ter uma posição firme.


      • Concordo. Mas há uma grande diferença entre a disponibilidade da outra parte para negociar ou a não disponibilidade. Diferença que estará na violência da negociação, nos prazos e eventualmente nos resultados.


  3. onde andam os maiores vigaristas no governo

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.