Pina Colada, outra maravilha das Antilhas

Com o Verão a entrar na curva descendente, não podia faltar nesta breve selecção de bebidas que aqui apresentei para refrescar a estação, a receita de Pina Colada, outra maravilha feita com rum e com a marca distintiva das bebidas que, originárias das Antilhas, se espalharam pelo mundo.

Reza a lenda que por falta de um coco dentro do qual servir uma bebida chamada Coco-Loco (em que a casca de coco fazia as vezes de copo), um barman decidiu usar um abacaxi para o efeito, tendo os bebedores ficado surpreendidos e deliciados com a forma como os sabores do abacaxi se misturavam com os outros ingredientes.

Com uma mistura de ingredientes aparentemente estranha, a pina colada é um daqueles frutos do acaso que funcionam e fazem as delícias dos apreciadores. E pode perfeitamente prepará-la em casa, seguindo esta receita.

Comments

  1. Exmo. APC, näo é “pina”, é “piña”. Que em Portugal, é ananás, que “abacaxi” é como se chama ao ananás… no Brasil.

    E agora com licença, que vou fazer uma bela Piña Colada. Sois servidos?

  2. Pina de facto não é nada – piña sim – nunca bebi mas bebi em plena mata de coqueiros a água do coqueiro – debaixo dos coqueiros e outra coisa que nem sei como se chama mas gostei, no méxico parecida com caipirinha mas, esta, é brasileira – e adorei já que se “lambe” primeiro sal posto na mão e emborca-se algo fantástico de copo pequenino para não se ficar de 4 patas a funcionar – já não sei se foi em Caracas se em mexico city – foi há muitos anos
    Bem como acabaram os noticiários nos 4 canais tenho em 4 canais só futebólogos já que os comentadores invadiram os 4 canais e haverá até alta madrugada – dei mais por isso ontem – fantástico – tenho mesmo de aprender alguma coisa para não ver só caneladas

  3. Repito-me: em Portugal há muito que se adoptou o aportuguesamento “pina colada”.
    É como dizer gin (palavra inglesa) tónico (palavra portuguesa). Em português passou a chamar-se gin tónico e não é erro.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.