O Colégio Militar é só para homens

Sim, há um lóbi gay em Portugal e não quer meninas no Colégio Militar. E têm muito poder e dinheiro. Maricas.

Comments


  1. o futebol também não quer mulheres.
    futebol feminino é considerado como coisa de sapatona.

    PORTANTO, TAMBÉM HÁ UM LOBI GAY NO FUTEBOL ?

    não, mas ele há cada anormal…


    • Como? Nos EUA o futebol feminino domina.
      E sim, eu sei, há malta que faltou à aula de Português em que deram a ironia.


      • Caro João,
        Não sei se se apercebeu de que as discussões em torno das posições tomadas quanto à chamada “Reforma dos EME’s” tem subido “ligeiramente” (sim, eu fui à aula em que se ensinou o que era a “ironia”) de tom…
        E que os comentários e manipulação da opinião pública, por quem tem muito mais poder nas mão do que deveria, têm sido aviltantes.
        Logo, quando, nesta conjuntura, aparece um trecho escrito como o seu, sem a oralidade ou enquadramento que permitiriam “sentir-lhe” o tom, é um pouco difícil que quem o lê saiba que o mesmo é irónico…
        Da próxima vez, junte qualquer comentário extra que permita aferir o sentido do que escreveu e certamente inexistirão equívocos na interpretação.
        Cumprimentos.


        • Era ironia, mas não vamos discutir violações entre os meninos da luz, rituais, militarismo e sublimação da homossexualidade, pois não?
          Um assunto chato, hoje em dia ao alcance de um google.
          Sinceramente não me apetece, entretenham-se no 31 da Armada, para esse peditório, já dei.


          • É de facto uma pena que conheça a ironia, mas, infelizmente, desconheça a educação e a seriedade e honestidade intelectual.
            Já deu para qual peditório, exactamente? (para além do do Governo, claro está – e isto NÃO é ironia)
            Violações, sublimação da homossexualidade… Se calhar, seria melhor explorar uma filmografia que não implique a maioridade para visionamento, porque, sinceramente, os traumas já se notam, até através do écran!
            Boa sorte!


          • Para vocês também, quando chegarem ao séc. XXI

          • Maquiavel says:

            Acho que bastava que chegassem ao séc. XX…


      • se calhar nos USA não há lobie gay.

        Pessoalmente sou contra colégios militares masculinos ou femininos.

        O que acho cretino é o argumento do lobie gay.

        O senhor deve ter problemas sexuais não resolvidos para ver “Paneleiros por todo o lado”.

        Só pode.

        Olhe, sei lá, dê uma queca que isso passa-lhe.


  2. Que pequenez de pensamento…


  3. Estudei em colégio externo dos 10 aos 15 anos nas Caldas da Rainha – e que bom foi – pelo menos aprendi mais do que me ensinaram que foi saber estar “com meninos” e, mais tarde, percebi melhor os ALUNOS MARIALVAS da faculdade dos marialvas onde me “meti” mas saí sem me deixar amachucar – há comentadores aventar que devem ter muitos problemas de género (é assim que se diz??) – um aluno do meu ano disse algo lindo que “tínhamos aprendido a brincar juntos” – Deus já o levou mas nem dá para esquecer a educação e formação que nos deram – os parvalhões do aventar (que não nomeio até porque alguns nem nome têm) podiam ir bugiar como já foram “outros parvalhões – deviam ir para o governo pois terão a companhia que merecem


  4. Já não há colégio de freiras só para meninas pois não ??


  5. Caro João,
    Quando o argumentário se reduz à frase «Para vocês também, quando chegarem ao séc. XXI», confesso a minha incapacidade de manter qualquer discussão…
    O comentário em causa coloca uma de duas hipóteses quanto ao seu autor: ou é efectivamente infantil (e, consequentemente, o melhor exemplo de quão é necessário o controlo parental, para que não se escrevam certas coisas nem visionem outras que possam traumatizar os infantes) ou um idiota, que, perante a falta de argumentos, passa a debitar pseudo-insultos e infantilidades, numa verborreia confrangedora.
    Ora, como eu me recuso a discutir com seres infantis, porque me parece cruel e, por outro lado, sou adepta da máxima «Nunca discutas com um idiota, ele baixa-te ao nível dele e depois vence-te por experiência», a resposta finda aqui.
    Vou apenas deixar-lhe um conselho, face aos traumas que evidenciou nos seus comentários: procure ajuda. Hoje em dia, há muitos profissionais de saúde mental que são especialistas na área da sexualidade. Boa sorte!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.