“O meu país não é deste Presidente nem deste Governo”

O excelente discurso de Alexandra Lucas Coelho na cerimónia de entrega do prémio APE.

Comments

  1. José Peralta says:

    Alexandra Lucas Coelho

    A transcrição, com a devida vénia, deste parágrafo do seu discurso, faço-a para lhe dizer o quanto concordo consigo !

    “Eu gostava de dizer ao actual Presidente da República, aqui representado hoje, que este país não é seu, nem do Governo do seu partido. É do arquitecto Álvaro Siza, do cientista Sobrinho Simões, do ensaísta Eugénio Lisboa, de todas as vozes que me foram chegando, ao longo destes anos no Brasil, dando conta do pesadelo que o Governo de Portugal se tornou: Siza dizendo que há a sensação de viver de novo em ditadura, Sobrinho Simões dizendo que este Governo rebentou com tudo o que fora construído na investigação, Eugénio Lisboa, aos 82 anos, falando da “total anestesia das antenas sociais ou simplesmente humanas, que caracterizam aqueles grandes políticos e estadistas que a História não confina a míseras notas de pé de página”.

    E agora, digo eu :

    Ao contrário deste “presidente da república”, boçal personagem “depois de cada queda coice”, e do pesadelo em que este (des)governo de mentirosos e degenerados de que ele, é um desavergonhado cúmplice, eu ando pelas ruas, ando em transportes e locais públicos e testemunho a revolta, a raiva, o rancor latentes, de um Povo com a sensação de viver de novo em ditadura, e COM A CERTEZA DE que tudo foi rebentado por esta gentalha de pedregulhos, na Ciência, na Investigação, na Cultura, na Educação, na Saúde, NA VIDA DE MILHÕES DE PORTUGUESES.

    E é vê-los, agora, aos canalhas (que AINDA os vejo – ATÉ QUANDO ? – sorridentes, insultuosamente sorridentes no “conselho de ministros”, ante a tragédia a que conduziram este País !), em clima pré-eleitoral, a repetirem as mesmas asquerosas mentiras, de que tudo vai estar bem, de que estamos a “saír da crise”, de que os milhões de portugueses obrigados à “extradição” porque “o desemprego não é um anátema mas uma oportunidade”, estão a ter “a oportunidade de regressar” no dizer do ignóbil coelho, o mentiroso-mór,

    NÃO ! ESTE PAÍS NÃO É DELES !

    Mas… quando é que nós acordamos do pesadelo?

Trackbacks

  1. […] imprensa não contou o que o secretário de Estado da Cultura disse sobre o discurso de Alexandra Lucas Coelho e foi pena. Vale a pena ler o resumo que a autora […]

  2. […] o discurso que a Alexandra Lucas Coelho proferiu na cerimónia de atribuição de um dos mais importantes prémios literários do País, que este […]

  3. […] a intenção da Associação 25 de Abril discursar na sessão solene comemorativa da revolução. Medo de ouvir o que se não quer ouvir? Compreendo, em vésperas de eleições mais vale uma pequena polémica encetada por uma figura […]

  4. […] o discurso que a Alexandra Lucas Coelho proferiu na cerimónia de atribuição de um dos mais importantes prémios literários do País, que este […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.