Não revogues

 

Assisti, há pouco, na Observador TV, mais conhecida por RTP 3, à discursata de suposta despedida do Portas. Uma mistura de banalidades, fel e sabedoria de bolinhos da sorte chineses. Há quem fique impressionado com estas larachas de pastelaria. Por mim, senti-me esclarecido quando ele disse que o “CDS servia o País há bem mais de 40 anos”. É verdade. No tempo em que os Marcelos eram Caetano e os Antónios eram Salazar. Vai, pois, Paulo. E não revogues. E por favor: não te dediques ao comentário televisivo. Vive dos rendimentos – sabes bem quais – ou faz anúncios do Calcitrin ou do Cálcio+; tens tanta credibilidade como os actuais anunciantes.

Comments

  1. José Chorão says:

    Cada povo tem os políticos que merece.
    Se este ser asqueroso se tem mantido na política, é porque tem tido o apoio de milhares de imbecis que o suportam e nele votam.
    Provoca-me profunda repugnância partilhar o mesmo país, o mesmo Cosmos, o mesmo hiato espaço-temporal que esta gente suporta-portas. Um profundo asco. Indizível.