O novo caso Calheiros

Comments

  1. Agostinho Miguel says:

    Inadvertidamente… e estalá tudo dito!

  2. Agostinho Miguel says:

    Oh Huguinho: mas não era so o Calheiros. Pelo menos havia mais um, que eu sei. Um rapazinho, filho de um fiscal de linha do falecido Vitor Correia, que trabalhava nas OGMA, em Alverca. Quer o nome? Mande e’mail ( a seguir apague )

  3. Mário Reis says:

    Mais um “chouriço noticioso” a que o Aventar nos podia poupar. Essa mil vezes repetida que foi investigado e nada foi provado é de fazer cair os dentes a desdentados, sabendo como têm sido ineficazes certas “investigações” do MP.
    Assim pega de estaca a estupidificação e a pobreza de espírito dos portugueses.
    Quanto ao Calheiros, aí as coisas que haviam para contar… e de como as compras do hospital de Viana “o fez ganhar” fartas comissões de empresas ligadas ao “universo porto” através de Joaquim Pinheiro e Reinaldo Teles, comissões que funcionavam dois ou três em um… mas nesse caso, como diz outro famoso suspeito mas garantidamente inocente, “Não vem ao caso”

    PS: não ponho as mãos no fogo por outros universos!!!

  4. Paulo Marques says:

    Qual quê, é tudo tão limpinho limpinho que as galinhas processam o adversário por tirar mails falsos dos seus servidores.
    Os golos anulados e não anulados da primeira jornada já disseram tudo, o colinho tão cedo não acaba.


  5. O caso foi um engano. Não acreditam? O Porto pagou a viagem do Calheiros ao Brasil mas depois de descoberto o caso o Porto disse que foi um engano. Foi um engano e recebeu o dinheiro de volta. Parece que era o Calheiros e família. Vocês nunca se enganaram? Que gente maldosa. Eu por acaso até sou maldoso, peço desculpa mas não acredito que tenha sido um engano. E o que é que aconteceu? Nada. Ninguém se metia com o Pinto da Costa.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.