Livros com géneros diferentes


A verdadeira diferença de género.

A Laranja mecânica de Gaia

A lista de candidatos do PS à Câmara Municipal de Gaia tem três ex-militantes do PSD nos oito primeiros lugares. O primeiro deles ocupa a quarta posição. Todos eles foram fidelíssimos colaboradores do Dr. Luís Filipe Menezes, ex-presidente da autarquia.

Não queria deixar, nesta ocasião, de endereçar um forte abraço aos (ainda) camaradas do PS Gaia, que há pouco mais de um ano aceitaram com grande coragem a medalha de Mérito Municipal entregue pelo seu querido líder ao Dr. Marco António Costa, vice-presidente do PSD e co-responsável pela “dívida astronómica” do município, que os camaradas tanto criticaram. Talvez agora compreendam melhor esse gesto bizarro.

Saudações socialistas.

V.A.M.

Mark Zuckerberg prepara-se para destruir o que resta da imprensa portuguesa

O Facebook prepara-se para reduzir a pó a esmagadora maioria da imprensa portuguesa, senão mesmo toda. Como é sabido, a imprensa nacional atravessa uma fase extremamente delicada, caracterizada pela descredibilização, pelos conteúdos manipulados e pela perda de receitas. E o pior poderá estar ainda para vir.

O recente anúncio do grande irmão Balsemão, que se prepara para vender todas as revistas do grupo, incluindo referências com a Visão e a Exame, a par das situações financeiras ruinosas do grupo Newshold (Sol, i) ou do grupo Cofina, que deve milhões ao Estado, ilustram na perfeição o estado a que a imprensa nacional chegou. [Read more…]

O sexismo da Porto Editora já vem de longe

Dicionário da Língua Portuguesa, editado em 1986, Porto Editora

O João Mendes trouxe o texto do Ricardo Araújo Pereira (RAP) no qual se demonstra que, afinal, os cadernos não eram assim tão sexistas como se apregoou. E que o trabalho jornalístico à volta da questão deixou muito a desejar. Na verdade, os meios de comunicação social pegaram numa montagem de duas páginas para, a partir delas, tecerem ilações. E, por fim, a Comissão para a Igualdade de Género (CIG) laureou-se de poderes censórios e, “por orientação do Ministro Adjunto”, Eduardo Cabrita, recomendou à Porto Editora, que “retire[retirasse] estas duas publicações dos pontos de venda”.

RAP desmontou a questão, no programa Governo Sombra, implacavelmente e com graça, conforme se pode visualizar no vídeo seguinte. [Read more…]