O PS no seu melhor registo !


[Rui Naldinho]

Não, não vou passar ao ataque a este PS cada vez mais errático na sua forma de agir. Muito menos tendo em conta que neste ano de 2017 o governo já cometeu algumas asneiras de peso, cujas sequelas ainda haveremos de digerir. Tal como na balança do Juízo Final, isto para os cristãos, há sempre um deve e haver quando esta legislatura terminar. Mas cada vez me convenço mais, não fossem os outros três partidos que apoiam a Geringonça a terem a cabeça fria e a sensatez para não deitar tudo a perder, e isto tinha sido uma valente cegada, pela mão dos socialistas. É por estas e por outras que eu apoio esta solução, mas pela via bloquista.

Senão vejamos:

Há uns anos Jaime Gama disse cobras e lagartos de Alberto João Jardim. Isto como líder parlamentar dos Socialistas. Uma dúzia de anos depois, como Presidente da Assembleia da República estava a elogiar o mesmo governante madeirense como o grande responsável pela autonomia e desenvolvimento da Madeira.

Podia ter sido este, um caso isolado, mas não foi. Eles são recorrentes na asneira, e pelos vistos nem a memória dos antepassados respeitam. Sim, eu sei, a opinião é livre. Mas, como dizia em tempos Jaime Nogueira Pinto, “nunca digas de nenhum político nada, que mais tarde não possas vir a contrariar”.

Em Agosto de 2003 o Dr. Mário Soares afirmou numa entrevista que era necessário extirpar o tumor, referindo-se ao Dr. Paulo Portas, Ministro da Defesa.  Em 2017, o seu filho, João Soares vem afirmar que o Dr. Paulo Portas foi provavelmente o melhor Ministro da Defesa de Portugal desde o 25 de Abril.

Sofia de Mello Breyner já dizia que o PS tinha um corpo grande e uma cabeça pequena. Só posso inferir das suas proféticas palavras, que o corpo seria grande face aos múltiplos interesses em que se envolvia, e a cabeça pequena face aos inúmeros disparates que cometia.

João Soares é recorrente na estupidificação da memória socialista. Mas parece querer contribuir também para a menorização do legado político do pai.

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    A gente que cita, incluindo Soares, são sociais democratas envergonhados, gente sem coluna vertebral e que só hipotecaram a esquerda democrática.
    O que hoje temos é uma sequela de muitas barbaridades cometidas (lembremo-nos da frase de Soares para Carlucci: O socialismo foi metido na gaveta …), da incapacidade para governar sem ser com muletas. Os americanos no tempo de Soares e o PCP e o BE actualmente.
    O PS não pode ser deixado sozinho, constituindo aquela imagem do puto reguila que rapidamente deita tudo a perder se não levar umas nalgadas no rabo.
    Perdeu-se no meio de todos os interesses que foram surgindo e renegou, em absoluto a sua identidade.
    O problema do PS é fundamentalmente intrínseco à sua falta de coragem: a coragem de extirpar cancros como Jaime Gama, Assis, João Soares, Sócrates e uma plêiade de muitos políticos que fazem da política o único modo de vida que conhecem, excepto o trabalho em algumas lojas maçónicas onde espalham as suas influências.
    Com toda a honestidade, se o PS necessitasse do meu voto contra a direita, eu abster-me-ia por considerar que o PS é a direita encapotada. Não ia na música de “Na hora de votar, fechem os olhinhos e ponham a cruz na cara do Dr. Soares”.
    Não punha não, nem na cara dele, nem na cara da grande maioria dos socialistas que hoje dizem que nos governam…

    • Rui Naldinho says:

      O Dr. Mário Soares teve muitos defeitos, Ernesto. Eu próprio já os escalpelizei aqui por diversas vezes. O Ernesto já fez o mesmo.
      Mas neste dia 25 de Novembro de 2017, quarenta e dois anos após o mesmo dia de 1975, façamos-lhe ao menos o favor de reconhecer que ele estava na primeira linha da defesa do regime democrático, coisa que a maioria dos políticos de hoje não fez. Pelo contrário, viveram à sombra dele.
      Se depois Mário Soares enveredou por vias menos coerentes com os princípios que sempre tinha defendido até aí, é outro assunto. De facto meteu o socialismo na gaveta. Mas não me lembra de ter aprovado nenhum OE inconstitucional como Presidente. Nem de o ter proposto como primeiro ministro, ou mesmo qualquer medida inconstitucional.
      Mário Soares dos muitos defeitos que tinha, ainda teve o azar de ter contribuído para o aparecimento desta ave rara, que se dá pelo nome de João Soares. Depois da morte do pai, a sua inutilidade intelectual, agigantou-se. Só pode!

      • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

        Subscrevo o que diz e por isso tive o cuidado de, quando anunciei os cancros a extirpar no PS, não referir Mário Soares. Acho um exagero que lhe chamem o “pai da democracia”, embora concorde que fez muito por ela. Mas não me posso esquecer que Mário Soares, na sua onda de anti-comunista primário, foi o grande responsável pela entrada em força da direita mais antidemocrática desde o tempo do fascismo. Os amantes do fascismo colaram-se a ele de uma forma obscena, chegando até a governar com ele, nunca havendo da sua parte qualquer movimento que isolasse a direita. Por outro lado, isolou completamente a esquerda. Por isso, respeitando o político, sou extremamente crítico da sua actividade dita de esquerda.

  2. O que é que este PS ou PSD têm associado ao dito socialismo democrático ou à social democracia? Para mim não têm nada, nadinha de nada. Estes partidos foram tomados por cliques e grupelhos maçónicos e outros que verborreiam coisas sobre o socialismo e social democracia para enganar o pagode.
    O Sr. Mário Soares e o filho são uns instalados na vida, cheios de mordomias que quando em contacto com o povo vão limpar a cara para não haver contágio.
    Rui a via do Bloco é uma fraude porque esgrime contra a natureza do homem. Se vencer destroio
    O triunfo do porco é uma boa metáfora sobre isso.
    Acredito quem os obreiros do bloco e apoiantes são sinceros sobre a coisa, mas muito não vêm nada para além da fachada ideológica do troskysmo.
    Cada um toma a “droga” que quer e pode…

    • Paulo Marques says:

      “Acredito quem os obreiros do bloco e apoiantes são sinceros sobre a coisa, mas muito não vêm nada para além da fachada ideológica do troskysmo.”

      Acredite no que quiser, mas o bloco tem economistas sérios com o melhor entendimento da teoria moderna da economia. Do PCP não conheço modelo económico, o resto é neo-liberal mais ou menos assumido. Ou por simples ignorância, que ainda é pior.

      • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

        Meu caro Paulo Marques:
        Essa dos economistas bloquistas com o melhor entendimento da teoria moderna da Economia, faz-me lembrar a ligação entre o Partido Comunista Chinês e a dita “moderna economia”.
        A minha questão é esta: A “moderna economia” é o capitalismo puro e duro? E se sim, qual o papel da esquerda que dizia há uns anos do capitalismo o que Maomé nunca disse da Bíblia?
        Quando vejo o Francisco Louçã papaguear a economia capitalista, não me posso esquecer daquilo que os ligados à LCI (como o Dr. Louçã, por exemplo) diziam do capitalismo.
        E não posso deixar de associar a postura do “Camarada” Xi com a economia capitalista … Dá que pensar, pelo menos para mim.
        Olhe, … Chinesices… embora eu esteja aqui para ver como os extremos tão bem se tocam.
        De forma que ainda não perdi a esperança de ver um debate entre Trump e Xi sobre a economia capitalista, moderada pelo Dr. Louçã.
        O que eu penso, na realidade, é que se perderam por completo as referências, vivendo-se hoje uma sopa estranha de conceitos, onde todos são comunistas, capitalistas, democratas, socialistas, sociais-democratas e pronto, façamos um jeitinho aos fascistas (temos exemplos desses na Europa a que pomposamente chamam de direita e extrema direita).
        Que sairá daqui?

        • ZE LOPES says:

          Brilhante!

          Diga-me Ernesto: permite-me que utilize este comentário para futuras situações clínicas? Tenho aqui um vizinho que já não dormia há três dias, já tinha tomado três “valium 1300” e um “lorsedal 1400” acompanhado de um “Scotch 40” e, mesmo assim continuava acordado, tendo sido mesmo desenganado pelos 23 psiquiatras que o seguem desde 1982.

          Mostrei-lhe o seu comentário e dorme profundamente há mais de 5 dias. Neste momento, o receio dos médicos é que seja difícil trazê-lo do estado comatoso em que se encontra. Mesmo assim, consideram que o tratamento é promissor, embora tenha de ser utilizado parcimoniosamente, talvez uma frase de cada vez, até se ver o seu efeito concreto.

          • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

            Fico descansadíssimo quando vejo que o atacado pela mosca “tsé-tsé” não foi o caro Zé Lopes, pois se tal acontecesse perderia os momentos de diversão que a sua redacção me proporciona.
            Já sabe, mal ele acorde, dose dupla 🙂
            Esteja à vontade na aplicação da minha medicina. Mas olhe que o Dr. Louçã e o “Camarada” XI conseguem melhores resultados. Não pelo que dizem, mas pela confusão de orientações politico-estratégicas que dizem orientar 🙂
            Eu, sinceramente, não os entendo, mas vou ouvindo, porque posso ter um nível de compreensão baixo, mas não quero ficar ignorante 🙂

          • ZE LOPES says:

            Boa, Ernesto!
            Um louçã, perdão, um Xi!

        • Paulo Marques says:

          “A minha questão é esta: A “moderna economia” é o capitalismo puro e duro? ”
          Não, a teoria moderna da economia é não só entender que o neo-liberalismo é puramente uma ideologia política de transferência de poder e capital que nada tem a ver com economia, mas também que uma nação/federação/etcs com uma moeda fiduciária soberana determina o valor dinheiro e que, portanto, as preocupações com dívida e défice são puras manipulações ideológicas.
          Claro que Portugal não é soberano, e, consequentemente, tem que aguentar a austeridade permanente mandatada pelos donos do BCE e assinada de cruz pelos partidos responsáveis.

          • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

            Caro Paulo Marques.
            No fundo, estou completamente de acordo com o seu raciocínio, mas a prática diária, a movimentação dos líderes políticos e sobretudo o seu “virar de casaca”, não confirmam a sua definição.
            Ao dia de hoje temos Estados que hipotecaram todos os seus valores em troca de uma moeda.
            Estive na China algum tempo – voltei há dias – e incomoda o modo como aquela sociedade noticiosa coloca o dinheiro no topo dos valores. Refiro-lhe que não notei o mesmo no chinês comum, mas as “marteladas” são tantas que mais tarde ou mais cedo, o chinês comum estará transformado num americano … com olhos “puxados para o lado”..
            E na Europa, a lenga lenga é exactamente a mesma. Somos inundados pelas agências financeiras que anunciam o céu e o inferno em simultâneo, à frente de uma folha Excell.
            A soberania, como muito bem aborda, nunca será possível nas condições em que foi construída esta Europa, que se transformou numa perfeita Torre de Babel falando um inglês miserável, tudo em torno de uma moeda.
            Estamos mais que comidos pela teoria e prática financeira americana e dela nunca nos safaremos a menos que …
            Com toda a honestidade a comparação que faz entre o neoliberalismo e a economia faz-me lembrar a relação entre a corrente muçulmana geral e o Daesh. É que o verdadeiro muçulmano é gente muito boa, mas a verdade é que as malfeitorias do Daesh impõem-nos um olhar de desconfiança.
            A Economia é algo de sério … até à chegada dos neoliberalismo que a desvirtua completamente.
            Cumprimentos.

  3. Paulo Marques says:

    O ministro que mais segredos de estado leva para casa em folhas de papel é claramente o mais adequado de sempre.

  4. Duo Ele e Ela says:

    o que irrita os selvagens liberaloides e que em 2019 vao levar uma coça e sem o ps ter maioria absoluta, levando a mais 4 anos de geringonça, mesmo que apenas a dois.

  5. ZE LOPES says:

    Ora bem. Só posso comentar, por enquanto e por falta de tempo, aquela coisa entre o Jaime Gama e o Alberto Jardim. Segundo apurei, foi apenas um pequeno equívoco entre indivíduos que se conheciam por convivência atlântica desde que tinham participado, em conjunto, num safari ao atum.

    No regado bem almoço (não é lapso! a precedência tem sentido!) Jardim, num tom jocoso nada habitual, terá resolvido, de forma pouco habitual, brincar, o que não era, de todo habitual, com Jardim, que nessa altura comia um brigadeiro, o que lhe era permitido, já que tinha sido, por várias vezes, ministro da Defesa e da Falta Dela.

    Entretanto, o Jardim devorava uma sandes de atum assado 20×50 cm, acompanhada de uma poncha de 500 ml, o que tornava a sua boca cada vez mais vermelha.

    Foi então que Gama, com o humor que sempre o caraterizou quando ria, terá dito: “Ó Jardim, a tua boca assa”. Só que um jornalista maldoso pôs logo a circular outra versão, tipo: “ó Jardim, és uma espécie de Bokassa”.Os jornalistas, nessa altura, até inventavam notícias, o que não acontece nos dias de hoje.

    Para reparar a coisa, passados uns tempos, Gama resoveu fazer jus ao nome e não teve mais hipótese se não elogiar o jardínico rival, para ober os 100 anos de prisão constantes do Código Pasquim.

  6. Caro Ernesto M. Vaz Ribeiro, são as suas análises neste assuntar política tuga que eu subscrevo inteiramente ! Saudações .

    • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

      Simpatia da sua parte cara Isabela, que agradeço reconhecidamente.
      Cumprimentos.

  7. antero seguro says:

    Estamos a viver tempos difíceis.O PS, partido sem substracto político, ou anda a reboque (da esquerda ou da direita) porque sózinho já demonstrou que é capaz do pior. Neste momento os sintomas são de uma abúlia, cheia de contradições e fugas para a frente que deixam o comum dos mortais perplexo. um sintoma perigoso que o leva a cometer erro atrás de erro pois está interessado em que o governo acabe. Como não tem coragem de tomar a decisão tenta encurralar os partidos que o sustentam que estão fartos de comer cobras e lagartos, sapos e elefantes numa continua e progressiva provocação para que estes lhe tirem o tapete. Tudo isto para depois aparecer como vítima e vir a ganhar as legislativas antecipadas o que se traduziria numa tragédia para o país. Parece-me pouco provável que os partidos à esquerda estejam dispostos a voltar a apoiar um PS que só e cada vez mais compromete um projecto de esquerda para o país. Até aqui tem sido a direita duma forma ou de outra a governar o país e os resultados estão aí à vista de toda a gente.

    • Paulo Marques says:

      O PS é o partido que diz que o Euro é reformável, mas depois assina de rabo a abanar o CETA e a passagem do TO a lei europeia. Palavras para quê?

  8. Pois!!! Aí está a diferença entre propaganda e acção política.
    A captura de alguns partidos por grupelhos do tipo jogo dos interessas faz com que não tenho ideologia que oriente a acção.
    Pessoalmente olho para o Bloco como um partido com convicções sim senhora, mas a cujo “destino” não adiro porque não se compagina com a natureza do homem- Defendem uma ditadura do proletariado e um céu cá na terra com anjos-trabalhadores que depressa se tornariam burgueses.
    É a minha opinião…Apenas.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s