Aquele momento em que o guarda-redes do Paços é abalroado por uma força sobrenatural

O que não invalida que o FC Porto tinha obrigação de vencer a partida. Pena que o tempo útil de jogo não tenha ido além dos 15, 20 minutos.

Comments

  1. Paulo Marques says:

    Eu até pensei que o jogo tivesse sido em Portalegre… minha nossa, tenho pena de quem paga para ver isto, ainda mais com este temporal.


  2. tuto normale in questa terra mafiosa… houve um aviso de caravela de guerra portuguesa no Algarve, mas o veneno do polvo vermelho já contaminou esta terra

  3. Dragartomaspouco says:

    Esperem sentados, porque vão perder mais vezes.
    A culpa é do arbitro, do temporal, do tempo de jogo, mas nunca do mérito da equipa contraria que fez o que devia, da boa táctica do treinador adversário e da incompetência do nosso treinador.
    Esquecia-me: a falta de verba para uns brindes.
    Fizeram falta 750 mil

    • MultiÓptica patrocina... says:

      … Aquele momento em que o postador não consegue ver que os pitons do Bubacá acertam na perna do guarda-redes…


    • Dragarto, e se fosses ressabiar para a puta que te pariu há 60 anos atrás? Parece-te boa ideia? Pelo caminho podes enfiar a cartilha no rabinho, mesmo como tu gostas, ok?

      • Uau!! says:

        Que nível! Que classe! Prémio Dialéctica arrebatado pelo João!

        Gostava de rebater algum dos argumentos válidos com que rebates aquilo que disse o Dragarto, mas… São tão pertinentes e indiscutíveis que, por mais que me esforce, não chego lá!

        Conformado, reduzo-me à única “arma” que me sobra:
        [sar·cas·mo
        (grego sarkasmós, -ou)
        substantivo masculino
        1. Ironia que deixa entender uma crítica dura e mordaz, por vezes considerada insultuosa.

        Atitude ou dito em relação a algo ou alguém que serve para fazer fazer rir ou é assim entendido. = ESCÁRNIO. MOFA, TROÇA, ZOMBARIA

        “sarcasmo”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa]

  4. Dragartomaspouco says:

    Mais uma prova do que a esmerada educação de um distinto aficionado do CO.
    Eu é que estou ressabiado, seu grande “Fanatico dos Popos” ?

    Os teus posts deste tipo estão a ser devidamente guardados em print screen para não haver duvidas e para o que for eventualmente necessário..

    “Dragarto, e se fosses ressabiar para a puta que te pariu há 60 anos atrás? Parece-te boa ideia? Pelo caminho podes enfiar a cartilha no rabinho, mesmo como tu gostas, ok?”

    • João Mendes says:

      Uuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuh! Que meeeeeeeeeeeeeeeeedooooooooooooooooooooooooooooooooooo! Vou ser processado por um anónimo sem rosto e sem nome. E agora, que faço eu? Guarda os print screens todos no mesmo sítio onde te sugeri que guardasses a cartilha, ok?

      • Dragartomaspouco says:

        Não sabes quem sou, mas eu sei quem tu és. E também sei que fazes parte da etnia que come a sopa depois da comida e vive na fossa para onde escorre todo a trampa do verdadeiro Norte ou seja Alto Minho, Trás-os-Montes, Alto Douro, etc.
        Esse local é uma fossa imunda habitada por gente que se exprime como tu. Os teus post são a marca de identidade de quem tu és, lixo.

  5. Paulo Marques says:

    Atirar-se para o chão todas as vezes que há uma disputa de bola e simular lesões de 2 em 2 minutos não é tática, é desrespeito por quem paga. Até o Vitória disfarça melhor.
    Sempre é melhor do que tentar lesionar o máximo de jogadores possíveis a que estamos habituados.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.