Força, Assunção Cristas, estás quase lá!

S

Fotomontagem via Uma Página Numa Rede Social

Assunção Cristas tem todo o direito de sonhar e achar que um dia será primeira-ministra. Tal como André Silva do PAN ou Rui Tavares do Livre, apesar dos partidos que lideram não terem a representação mediática desproporcional de que o CDS-PP beneficia na comunicação social, como ficou provado com o recente congresso dos centristas.

Não obstante, a mais recente sondagem encomendada pelo Expresso revela que o CDS-PP não vai além de 6,6% das intenções de voto, atrás dos 7,3% da CDU, dos 7,7% do BE e a anos-luz dos 28,4% do PSD e dos 41,5% do PS. Por este andar, nem para vice-primeira-ministra de Rui Rio vai dar. Até porque o lugar de vice-primeiro-ministro, pelo menos desde a década de 80, implica a apresentação de uma demissão irrevogável que gere uma crise política e encoste o primeiro-ministro em funções à parede, enquanto os juros da dívida sobem vertiginosamente. Conseguirá Assunção Cristas perpetuar-se no poder tempo suficiente para repetir a proeza de Paulo Portas?

Comments

  1. antero seguro says:

    Depois do “golpe de estado” que foi a nomeação do actual governo, Quem pode garantir que o PR não irá dar posse ao partido menos votado?

    • O seu comentário é pura ironia!
      Estou certa?
      É que segundo o JN :
      “Com liderança consolidada e bons resultados autárquicos, a presidente do CDS-PP tem um só número na cabeça: 116. É o numero de deputados que a Direita precisa para formar Governo. Cristas quer ter a maioria desse bloco.”

      Abençoada Geringonça que abriu as cabecinhas da Direita, principalmente das “Direitas Encostadas”, como agora soi dizer-se…

    • antero seguro

      “Depois do “golpe de estado” que foi a nomeação do actual governo”…

      Os alarves direitolas, ainda não se conformaram que um governo seja constituído, constitucionalmente, através de uma MAIORIA PARLAMENTAR.

      Chamam-lhe “golpe de estado”, porque a páfia, sim, era um governo legítimo…

      Já este, para os “infelizes pafiosos” será sempre…um “golpe de estado” !

      “Tadinhos”dos pafiosos…

  2. Pois...Pois! says:

    Mais um burro que ainda não leu a constituição…
    Isto é que é uma azia!

  3. Il Submariníssimi says:

    O que parece preocupante é que a Srª Um-Eucalipto-Em-Cada-Quintal-Para-Dinamiz(t?)ar-O-Interior, de tal maneira se plasma à imagem do Submariníssimo Ex-Lider que também com ela até o raio da bóina vai papando papalvos por aqui e por ali!…

  4. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Presunção e água benta …
    Só ouvimos quem queremos…

  5. Lucílio Costa says:

    Leu a Constituição, leu, mas como tem perda da memória recente, vulgo Alzheimer, esqueceu-se do que lá escrito.

  6. Bento Caeiro says:

    Perdoai-lhes Senhor, porque não compreendeis a Senhora da Assunção Cristas; não atentais à suas sábias palavras e mantende-vos surdos aos entendimentos que as suas palavras transmitem aos comuns dos mortais – mas eu, após aturada reflexão, fui lá; isto é não fui, mas percebi.
    Nos idos do Abril revolucionário dizia-se com propriedade por aqueles que não a tinham – ou diziam que não tinham e, ainda, havia os filhos daqueles que tinham muitas -, que a revolução terá de ser conduzida por uma minoria esclarecida, a tal ditadura do proletariado, que, pela sua genialidade, força e exemplo arrastará as massas proletárias e os seus aliados em direcção à felicidade (os amanhãs que cantam): como aqueles de Cuba; Rússia e da Venezuela.
    O certo, é que algumas formações, como o PCP – na altura, ditas revisionistas por outras formações (entre as quais a do grande líder camarada Durão Barroso) -, já haviam abandonado esta ambição: de uns poucos esclarecidos, pela força das armas, conseguirem o todo – mas ficou-lhes e mantêm o ressentimento por tal não lhes ser possível.
    Ora, esta coisa dos extremos se tocarem é tão válida no caso de uma linha em redor de uma bola, como em política. Como é o caso, agora, do CDS da grande líder Cristas. Ela sabe – já enunciou que ela e o seu grupinho de dotados, apesar de serem poucos, mas como malta esclarecida e muito preparada (não nas fábricas do ferro e aço, mas nas oficinas do poder) – que a multidão irá ver a verdade, contida nas suas palavras, e nas próximas eleições vai demonstrar isso mesmo: votando em massa no CDS – qual líder da revolução – que assim tomará o poder e, pela mão dos esclarecidos do CDS, sob direcção da grande líder Cristas, nos irá proporcionar um verdadeiro governo da nação, a caminho de um futuro radioso para todos nós.

    Livra, que pesadelo!… felizmente, acordei.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.