A Máfia do Pinhal

Ver esta reportagem causa das maiores dores de alma que se possa imaginar. A frieza calculista do incêndio planeado, o negócio da madeira de boa qualidade vendida a um terço do preço normal, a inacção do Estado versus o que uma reportagem televisiva mostrou – tudo sinais de impunidade, talvez por a possibilidade de os crimes resultarem em condenações não ser chão que dá uvas neste país.

Comments

  1. Bento Caeiro says:

    ATICEI FOGO AO MATO
    Aticei fogo ao mato. Aticei fogo ao mato. Mas o pinhal ardeu. O Madeireiro rejubilou, com o ganho com o ganho que a madeira do pinhal deu, uau!
    Enquanto uns ministros para aí andam a cortar umas ervinhas para português ver; os GNR andam a multar os donos de umas parcelas junto às suas casas; ainda, outros a convencer as populações que tudo depende delas para se defenderem dos fogos que já aí estarão a caminho – porventura na tentativa de se desculpabilizarem para o que possa vir novamente a acontecer – gente como aquela já estará a planear as suas próximas e rentáveis actividades.
    Contudo, o cidadão perguntará, que está a ser feito em relação aos eucaliptais, pinhais e olival intensivo e super-intensivo que não cumpria, não cumpre e, pelos vistos, vai continuar a não cumprir a legislação. Sabendo nós que os fogos e a sua proliferação se faz dos eucaliptais e dos pinhais para as povoações e não destas para aqueles? Certamente, pouco ou nada.
    Também perguntará o cidadão, que está a ser feito em relação a situações como a do Pinhal de Leiria, ou será que o ministério público, estando tão preocupado e ocupado com processos tão importantes como o de Moita Flores e a RTP, não terá gente para tratar destes assuntos – apesar de já sabermos que serão sempre menos importantes?

  2. As Máfias dos fogos, em todas as suas vertentes desde a ignição até aos meios de combate, existiam, existem e estarão para durar. A economia gira (também) à volta disso!

    E as mortes?! Bem, as mortes estão sempre a acontecer, não é verdade? Até no SNS, onde é suposto salvar…
    Máfias há-as para todos os “gostos” e apetites!

    (perdoem-me o azedume!)

  3. ….raiva, revolta, tristeza !!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.