Começar o dia a comer gelados com a testa, com Duarte Marques

Hoje de manhã, ia eu descansado da vida no meu carro, a caminho de um trabalho sem mil ajudas de custo e outras mordomias auferidas por alguns inúteis pendurados no Estado desde a adolescência, os verdadeiros subsídio-dependentes que não dão um peido sem que o erário público lhes pague qualquer coisa, e eis que dou comigo a levar com uma entrevista matinal ao deputado do PSD Duarte Marques. 

Para evitar a regurgitação do pequeno-almoço, que é uma refeição que muito prezo e que pago, ao contrário dos parasitas já referidos, apressei-me a mudar a frequência, não são antes ouvir o deputado disparar o absurdo do dia. Com outras palavras, mas com o sentido com que as reescrevo, Duarte Marques disse algo como “Passos Coelho está empenhado em ajudar Rui Rio”. Pensei imediatamente para mim: não será ainda um pouco cedo para comer gelados com a testa?

Enfim, são momentos que me deixam sem palavras. O PSD em clima de guerra civil, com o que resta do passismo a fazer uma violenta oposição ao líder do partido no parlamento, nas televisões e jornais, nas redes sociais e nos cafés, e o deputado Duarte Marques a endereçar-nos este convite à degustação de gelados com a testa. Ficava-lhe bem, até pelo cargo que ocupa, e que merece respeito, dizer a verdade aos portugueses. E a verdade é que a facção passista tem, no topo das suas prioridades, destruir a presidência de Rui Rio. E, se possível, antes das Legislativas de 2019, para garantir que os boys que o partido tem no Parlamento não acabam no desemprego. Façam as vossas guerras, caro deputado, destruam mesmo o vosso partido, se isso satisfizer as vossas ambições, mas não nos façam de parvos. Já toda a gente percebeu o que se passa no PSD.

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    Ainda por estes dias, os meus amigos da direita, e são muitos, aficionados na blogosfera daqueles sites como o Direita Política, Amigos do Juiz Carlos Alexandre, Vaca voadora nunca mais, entre outros; aquilo é uma fartura, me inundavam a página com todo o tipo de palermices. Aquilo nem chega a ser “fake news”. Sobre a nova Procuradora, conseguiram colocar a fotografia de uma jovem ao lado de Sócrates, no máximo com trinta anos, fingindo ser a mulher de 52 anos, que Marcelo nomeou para o lugar deixado por JMV.
    Idiotas! Nem mentir sabem!
    Questionava-me na altura com os meus botões, como seria aquela página, se António Costa tivesse o percurso académico de Passos Coelho, bem como a vida atribulada de juventude com a sua primeira esposa.
    Para a direita, o limite entre o bom e o medíocre é a ambição e o dinheiro. Tudo o resto são trocos.
    Entretanto, todos estes jotinhas, Duarte Marques não sei se escapa à regra, levaram uma vida académica aos solavancos.
    O seu primeiro emprego deve ter sido a colar cartazes.

  2. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    O que me preocupa, com toda a sinceridade, é ver pessoas de esquerda preocupados com a luta Rio Passos, Passos Rio, Barões Rio, todos contra Rio, etc, etc, etc..
    Pessoalmente, não tenho pruridos: O que eu quero, curto e grosso, é que eles se comam uns aos outros… E os que aguentarem, que morram de indigestão.

  3. Ricardo Almeida says:

    Duarte Marques escorre tanto sebo nos dias de hoje que duvido até que se consiga estar mais de 10 minutos sentado sem ir parar com o rabo ao chão.
    Marques, mais um proto-Coelho (ou proto-Relvas. Não há grande diferença no nível de mediocridade) anda a largar baldes de areia para cima do eleitorado na esperança que ninguém note a coluna de fumo negro e fuligem que se ergue da sede laranja. O parolinho, como não têm inteligência para muito mais, ficou resignado a criar interferência e confusão enquanto o amigo Passos tenta recuperar o castelo. Incapaz de qualquer coisa que se assemelhe a oposição, o PSD anda reduzido a isto: tentar manter aqueles 20-25% de base a qualquer custo.
    Mas lá está, se o Duarte não tivesse sido precedido de gerações e gerações de incesto, já teria certamente percebido que esse quarto do eleitorado português têm uma seta laranja tatuada na nádega direita desde o 25 de Abril. Se o Duarte fosse capaz de escrever o próprio nome sem copiar também saberia que um quarto dos portugueses votam no PSD com a mesma celeridade e prontidão com que vão para a 2ª circular apitar quando o Sporting ganha ou rezam uma Avé Maria para o neto tirar positiva a Matemática.
    Se o Duarte tivesse conseguido aprender a atar os sapatos antes dos 23 anos de idade também perceberia que o PSD podia dar-se ao luxo de patrocinar uma luta partidária entre Passos e um texugo que mesmo assim nunca iriam abaixo dos 25% de intenção de voto. Nem com um texugo como secretário geral do partido!
    Não vale a pena poluir o espectro electromagnético com as bacoradas do menino pois claramente vão cair em saco roto.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.