João Galamba: O jovem turco chegou ao Governo


Típica construção artificial da tralha socratista, o João Galamba lá chegou ao Governo. Para já, como Secretário de Estado da Energia, que a titularidade de um qualquer ministério não tardará.
Se bem me lembro, começou a sua labuta no 5 Dias, mítico blogue das Esquerdas a sério, pela mão da Fernanda Câncio, que depois o levou para o falecido Jugular – blogue criado e mantido para apoiar José Sócrates enquanto primeiro-ministro.
Há que dizer que cumpriu sempre a sua missão a preceito. Nos seus escritos e nos dos outros. Como quando me chamou canalha, em 2009, por eu comparar Sócrates a Vale e Azevedo.
No Simplex, de onde saiu a foto deste post, esculpiu a sua chegada a deputado. Duas legislaturas depois, está no Governo. Mesmo que, pelo meio, tenha precisado de atraiçoar José Sócrates – ou como a criatura apunhalou o criador sem quaisquer remorsos com o beneplácito de António Costa, cuja aleivosia lhe está também na massa do sangue.
Algum mérito João Galamba há-de ter, embora eu não saiba muito bem qual. Assim como assim, não há-de fazer mais nem menos do que o restante putedo socialista que por lá anda. Toda a gente sabe que quem manda na Energia é a EDP.

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    Admitindo que depois de Henrique Gomes, ele próprio impotente diante do poderoso lobie que está por detrás das empresas energéticas, na vã tentativa de disciplinar as operadoras, em especial a EDP, nada foi feito até hoje, em benefício do cidadão consumidor e dos cofres públicos, estar lá o João Galamba ou o Ricardo Ferreira Pinto é rigorosamente a mesma coisa. Este é mais um boy a pastar, fingindo ser conhecedor da matéria em causa.
    Como muito bem diz, quem manda na energia são os gajos da EDP. Ou melhor, os amigos de Santana Lopes, Sócrates, Salgado e de Passos Coelho, apesar deste último ter dado numa de sonso, como se nada daquilo tivesse a ver com ele.
    “Ele nem sequer conhece o Catroga, quanto mais os Chineses da RPC!”

    • Rui Naldinho says:

      A melhor maneira de deixar tudo como está, não afrontando as empresas do sector energético e as suas rendas, é mesmo nomear João Galamba para esta pasta. Por muito voluntarismo e boa vontade que ele possa ter.
      Como o homem sabe que não domina nada do assunto, a não ser uns palpites naqueles fóruns para entreter o pessoal, estilo “Prós e Contras”, infiro que vai andar a estudar os dossiers uma a um, até ao dia das eleições legislativas de 2019, chutando sempre que questionado, para uma decisão à posteriori. Dessa forma a probabilidade de meter os pés pelas mãos por incompetência, será baixa, mais por ausência de medidas, do que por uma má opção.
      Se queres que nada mude, nomeia um ignorante na matéria, e vais ver que alcançarás os teus objectivos.
      Ele viverá na indecisão todo o seu tempo!

  2. Manuel Silva says:

    Caro Ricardo Ferreira Pinto:
    É uma vergonha que o putedo socialista tenha posto a EDP a mandar de novo na energia, depois de o Governo anterior ter posto ordem na casa.
    Entregou a EDP aos chineses, pôs lá o Catroga (ao lado do Mexia), porra, os chineses e aquela gente toda até ficaram todos a tremer.
    Parece que na EDP se abriram garrafas de champanhe quando souberam que tinham sido postos na ordem, a não ser que tenha sido um boato do Henrique Gomes.
    E o Álvaro Santos Pereira até se foi para a OCDE, pois deixou de ser necessário para por aquela gente em ordem: já estavam no sítio.
    Veio este putedo socialista e voltámos ao início,.
    Se não lhe der trabalho, ponha-me o link do seu post a comemorar a domesticação da EDP antes de esta gente ter dado cabo de tudo.
    Obrigado, desde já.

  3. Anonimus says:

    Este Galamba é um dos que fala(va) grosso contra os poderes instalados e lobbies variados.
    Boa oportunidade para mostrar o que vale.
    Vou esperar.

    (verdade seja dita, o jovem Turco sempre para lá vai dar a cara, já as Amazonas do Bloco ficam de fora a mandar bitaites)

    • Paulo Marques says:

      Ser Yesmen vai contra o ADN do Bloco, mesmo para lucro próprio.

      • Anonimus says:

        Vão votar “No” ao Orçamento?

        “Registo que o Governo já aceitou aquilo que é uma proposta do Bloco de Esquerda [BE] há muito tempo, que é a necessidade da redução do IVA da electricidade”, disse Catarina Martins, este sábado, 28 de Julho, confirmando assim a existência de um acordo para a baixa da actual taxa deste imposto de 23% no Orçamento do Estado (OE) do próximo ano.

        “Não tem nenhum sentido que um bem essencial como a electricidade pague a taxa máxima de IVA. Devemos reverter essa que foi uma das medidas da direita e da troika, voltar à taxa reduzida de IVA e isto é uma boa notícia: o IVA da electricidade vai descer no próximo Orçamento de Estado”, assegurou.

        • Paulo Marques says:

          Fazer compromissos que irritam o Ronaldo e a Badocha não é ser Yesmen – por muito que ache que a linha continua imensamente à direita, mas isso é muito fácil dizer da bancada.

  4. Martin Figueiredo says:

    Acho que não vai a Ministro, mas, para a EDP, como homem de mão do Mexia. É cá uma fezada.
    Martin Figueiredo

  5. César P.Sousa says:

    PUTEDO SOCIALISTA – ” Porreiro pá !!!!
    Com as novas funções,das quais apertar os cordões dos sapatos ao Catroga,será diária,o rapazito fica sem tempo para ir
    mamar umas minis no “31 da Armada” .

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.