O Presidente da República é um parolo

O presidente da República de Portugal é um parolo.
Como titular do cargo, telefonar em directo para o novo programa de Cristina Ferreira para lhe dar os parabéns pela mudança de canal ultrapassa todos os limites.
Vamos assistir, nos próximos meses, a uma guerra sem quartel pelas audiências da manhã. Na TVI, Goucha entrevistou há uns dias um cadastrado que deseja o regresso de Salazar e hoje um cantor com cancro. Na SIC, logo no dia de estreia, Cristina Ferreira entrevista um cadastrado a jogar cartas e recebe a chamada do presidente da República.
Tudo bem. Vê quem quer e quem gosta do nojo. O chefe máximo do Estado português até pode ver e pode gostar, mas não tem o direito de vincular o seu cargo a um programa de televisão só porque gosta da apresentadora.

Ao ter atitudes parolas, próprias de um país de terceiro mundo, não pode vir depois queixar-se das consequências.

Presidente de todos os portugueses? Não, o meu presidente não estacionaria em lugar de deficientes nem telefonaria em directo para um programa sensacionalista.

Afinal, dá, a sensação de que ter votado em Marcelo Rebelo de Sousa ou no Tino de Rans vai dar exactamente ao mesmo. 

E não é verdade. Porque o Tino de Rans é simples mas não é parolo.

Comments

  1. Luís Lavoura says:

    É o resultado de se eleger um gajo já perto dos 70 anos de idade. Às tantas, ele começa a fazer figuras que um indivíduo ainda na dignidade da idade não faria.

    • Fernando says:

      A parolice de Marcelo não tem a ver com a idade, tem a ver com a sua personalidade, ele é assim, parolo e com necessidade constante de atenção há muito tempo.


    • Caríssimo e digníssimo Luís Lavoura, elucida-nos lá com que idade esta deixa de ter dignidade. Com 70 anos Churchill conduzia o Reino Unido durante a 2ª guerra mundial. Hitler era 15 anos mais novo.

      • Paulo Marques says:

        As necessidades do tempo de guerra são diferentes, e por muito que lhe estejamos agradecidos, a dignidade de Churchill sempre teve falhas – a falta de respeito por opositores (à mínima coisa) simplesmente não era relevante. Por alguma razão saiu por uma porta um bocadinho pequena.
        Não que concorde com a premissa dos incapacidade política aos 70 anos; Bernie Sanders metia as últimas décadas de presidência num saco.

    • Julio Rolo Santos says:

      Deixem-se de tretas e aprendam a respeitar as diferenças. Para quem chama parolo a Marcelo por ele ser como é, certamente é porque são saudosistas de Cavaco Silva e Passos Coelho, casmurros como eram e que a mim não me deixaram saudades.

  2. Daniel says:

    Eu provavelmente nem saberia que isto aconteceu se não tivesse lido aqui…
    Não me incomoda minimamente, e, para alguém escrever sobre isso, é porque viu o programa – mas claro que os parolos são apenas os outros!…

  3. Carlos Vila Verde says:

    Um parolo nunca telefonaria à Cristina Ferreira.
    Logo, Marcelo não é um parolo.
    Teve, isso assim, como se diz agora, uma atitude populista.
    Mas nessa matéria tivemos um outro presidente, o Mário Soares, que foi o maior de todos em matéria de demagogia.

  4. Rui Naldinho says:

    Há muitos anos, viajava eu num autocarro dos STCP, repleto de passageiros, em hora de ponta, naquele para arranca, que nos deixa deprimidos, e ouvia-se uma série de passageiros a zurzir contra o Aníbal Cavaco Silva, Primeiro Ministro. O homem era isto, era aquilo e aqueloutro. Quem os ouvisse a reclamar contra o então Chefe do Executivo, não acreditaria que ele tivesse sido eleito.

    Ouve-se uma voz lá do fundo do autocarro:
    – “Fosca-se!!”
    – É mau, é mau, mas foi eleito com maioria absoluta!

    Silêncio no autocarro. Ninguém mais disse nada.

  5. Paulo Marques says:

    Há um silêncio dos arautos do mercado livre sobre a interferência política do presidente que é clarificadora.

  6. Nuno says:

    Infelizmente temos o que a maioria merece e quer…. Seja em representantes políticos, seja na TV…. Viva o futebol e demais programas interessantes de silicone e etc…..


  7. …consta que Marcelo ficou senil de vez.
    O Putin, com a sua argúcia de eslavo que a expressão dele confirma, foi o primeiro a perceber… :

    https://www.publico.pt/2018/06/20/politica/noticia/marcelo-fez-visita-de-cortesia-a-vladimir-putin-antes-do-jogo-1835334

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.