Bicicletar

Acho estranha esta ideia de o estado apoiar a compra de bicicletas eléctricas (far-me-ía mais sentido, por exemplo, apoiar em força colectores solares, ao menos para aquecimento de água), mas enfim; quem equacionar, é despachar-se: O apoio cifra-se nos 250 euros a cada contribuinte, até esgotar o valor previsto para esta medida. O incentivo será distribuído por ordem de chegada de cada candidatura.

É certo que depende do relevo, de vias específicas e de automobilistas ordeiros que não ponham em risco a vida dos ciclistas; mas como vejo a bicicleta a funcionar todos os dias, faça neve ou faça sol, desde srs. de fato e gravata, se for preciso com o guarda-chuva aberto, até às criancinhas de 3 anos a caminho do kindergarten, é assim:

Comments

  1. Luís Lavoura says:

    vejo a bicicleta a funcionar todos os dias, faça neve ou faça sol

    Eu quando vivi nos EUA aprendi a nunca usar a bicicleta no inverno. Uma vez caí num pedaço de estrada gelado e nunca mais. No inverno, só andar a pé!

    • Ana Moreno says:

      Também já me aconteceu e bastante aparatoso. Com gelo é de facto muito perigoso, aliás é perigoso andar até a pé. Agora com neve, desde que não seja com metros de altura, não há problema, é só ter um pouco de cuidado 🙂

  2. Luís Lavoura says:

    far-me-ía mais sentido, por exemplo, apoiar em força colectores solares, ao menos para aquecimento de água

    Coletores solares para aquecimento de água são um investimento com retorno para quem o faz e sem benefício para a sociedade como um todo, não precisa para nada de ser apoiado pelo Estado.
    Bicicletas elétricas muitas vezes não têm retorno financeiro e têm benefícios sociais em termos de menor congestionamento.
    Mas concordo com a Ana, faz pouco sentido.

    • Ana Moreno says:

      “sem benefício para a sociedade como um todo”??? Luís, então não se usa gás ou eletricidade para aquecer a água? e não é melhor para o clima usar energia solar? E as alterações climáticas não são uma ameaça para a sociedade como um todo?? Vá lá entender-se…

    • ZE LOPES says:

      Então quando V. Exa. passeia de unicórnio aos domingos não está a beneficiar a sociedade com o seu exemplo? Bem como quando consome gambozinos de origem local? Francamente!

    • Paulo Marques says:

      Têm retorno, mas quase toda a gente precisa de um empréstimo para os colocar, com todos os problemas que isso tem.

  3. anonymous says:

    O Estado devia era ajudar os pobres, não era distribuir dinheiro pelos burgueses que querem ter agua quentinha e bicicletas electricas a conta do próximo.

    Anonymous

    • Ana Moreno says:

      Eh lá! Água quentinha e bicicletas para todos! Primeiro para os pobres!!!

      • anonymous says:

        Sim realmente o Socialismo como sabe que tirar pobres da pobreza demora muito tempo, começa logo por garantir a permanencia no Poder garantido votos do Esquerdista Caviar citadino, “culto”, com licenciatura, frequentador dos restaurantes “em que se come bem”, gosta de viajar e é contra a Gentrificação, em suma , que adora a humanidade mas detesta o seu semelhante,
        Claro que a resposta a este comentário vai ser a puxar p´ro humor como é típico do esquerdopata caviar,

        Anaonymous.

        • Ana Moreno says:

          Eia, que grande ressentimento que por aí vai. Essa lábia da esquerda caviar é pura polémica para distrair e dividir. Não dou para esse peditório, tanto faz.

  4. Paulo Marques says:

    E que tal, sei lá, gastar o dinheiro em transportes públicos primeiro? Loucura.

  5. Anonimus says:

    Ponham o Marco Chagas como ministro dos transportes.

  6. Luís Lavoura says:

    A mim o que me faz alguma confusão é se estes apoios irão ser dados a pessoas que vivem em cidades, ou em aldeias.
    É que as bicicletas em cidades têm vantagens sociais ao diminuir o congestionamento das ruas. Nas aldeias, são somente um meio de transporte alternativo, sem especiais vantagens para a comunidade.


  7. Tudo isto são…..minudências ! : (

    • Ana Moreno says:

      Certo, Isabela, mas… a vida (também) é feita de pequenos nadas… Um bom fim de semana 🙂


      • Sim, Ana, como o sei, os tais pormenores/pormaiores !
        em tudo ! que pelo pormenor se avalia a qualidade e por outro lado até a razão da vida ao repararmos que simplesmente :
        ” o dia vindo depois da noite, esse o motivo dos passarinhos ” !!


  8. Em breve mil bicicletas elétricas (“como novas!”) à venda num OLX e Custo Justo perto de si:
    https://multi-resistente.blogspot.com/2019/02/em-breve-mil-bicicletas-eletricas-como.html

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.