França: As sondagens valem o que valem….

…. mas esta é assustadora.

Os “coletes amarelos” andaram meses a protestar em França. Uma boa parte da sociedade civil francesa radicalizou-se politicamente (basta somar as intenções de voto nos candidatos das extremas). Os chamados “partidos do centro” definham. E a Le Pen vai subindo de eleição para eleição. O Putin pode até nem ganhar a guerra na Ucrânia mas os filhos de putin estão a crescer a olhos vistos em quase todos os países europeus.

O mundo está a ficar perigoso.

Comments

  1. Paulo Marques says:

    “It’s the economy, stupid”

  2. POIS! says:

    O azar do Macron…

    Foi o Paulo Portas. E as suas irrevogáveis portas de pescada.

    Sim, o mesmo que um dia, no início da pandemia, demonizou os espanhóis (particularmente o Governo, claro está), chamou indisciplinados aos portugueses e elogiou a disciplina dos checos e as medidas de sanidade exemplares dos seus iluminados governantes de Direita.

    Passadas umas poucas semanas, a República Checa estava no top europeu e mundial de casos e óbitos.

    Ora, há um mês o Portas, na rábula que costuma apresentar na TVI, disse duas coisas: a guerra tinha resolvido as eleições em França; o Macron subia irrevogavelmente e os candidatos “pró-russos” estavam em queda livre.

    A última parte era, mesmo, mentira: a Le Pen e o Zemmour somavam 32%. Quando Portas falou, somavam…30%. E agora somam…31%.

    O que é preocupante é mesmo isso: é que os filhos da Putin não foram, minimamente, penalizados.

    Isto segundo o agregador de sondagens POLITICO, que pode ser visto aqui:

    https://www.politico.eu/europe-poll-of-polls/france/

    Que ainda dá uma margem um pouco mais alta. A sondagem apresentada no “post” é apenas uma das que são publicadas diariamente. Mas as outras não andam muito longe.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.