É verdade: os governos criam desemprego

Passos Coelho: “Não são os Governos que criam empregos”

Não são os ricos que criam empregos, são os consumidores

Quem o diz é o perigoso comunista capitalista Nick Hanauer. Deixando de lado a polémica sobre os critérios TED para publicação e/ou censura, fica o vídeo agora devidamente legendado. O texto já tinha sido em grande parte traduzido pelo Público.

120 milhões de pobres na UE!

O que representa cerca de 25% do total da população da UE! Segundo outro  critério pode calcular-se em 80 milhões! Destes 19 milhões são crianças.

Bruxelas estabeleceu como objectivo tirar 20 milhões da pobreza o que representa baixar para 20% o índice de pobreza. Estes números estão correlacionados com a taxa de desemprego que a UE espera conseguir baixar para 25% entre as pessoas dos 20 aos 64 anos.

Na verdade, é com a criação de emprego que se conseguirá combater a pobreza e a exclusão social e não com subsídios, embora ajude temporariamente.. É um passo gigantesco que os 27 membros tenham conseguido chegar a acordo sobre uma matéria tão importante.

Há, agora, que cada Estado membro estabeleça um objectivo adequado à sua situação particular e fixar um quadro de acção, para que tudo possa ser agregado ao nível europeu pela Rede Europeia Antipobreza.

O velho ditado,sempre actual. ” Não me dês um peixe, ensina-me a pescar” !

Orçamento rectificativo – até ontem as contas estavam equilibradas

Como toda a gente dizia menos, claro está, o governo e o seu ministro das finanças, o déficit orçamental será de 8% e não de 5,9%.

 

Isto é igual a 4.9 mil milhões que o governo apresentou, como necessários, para equilibrar as contas que, claro está, estavam equilibradas até ontem.

 

Entretanto, a UE diz que o oásis Socrático, vai estar 8 anos sem crescer, isto é, a afastar-se da UE , isto é, a empobrecer, o que quer dizer que a criação de emprego será residual, o que quer dizer que há pessoas com quarenta anos que não mais terão um emprego. O que quer dizer que Sócrates não faz ideia nenhuma do que anda a fazer.

 

Porque reparem bem, este senhor diz que os megainvestimentos públicos, vão criar emprego e riqueza, quando toda a gente diz exactamente o contrário. Vamos ficar mais endividados e mais pobres.

 

Até ontem as contas estavam equilibradas. Para se perceber o mentirosos que estes senhores são, é necessário um "rectificativo" que segundo eles não é "rectificativo" mas sim "modificado"?

 

Governar, para estes senhores, é esconder a realidade, esticar o máximo possível as expectativas, levar a que  a realidade se incuta, insidiosamente, no espírito das pessoas, como se tivesse que ser assim e não de outra maneira. Depois a crise internacional faz o resto, tem a culpa toda.

 

E claro, as campanhas negras vão levando o país para o lamaçal…