Aproximação ao papão – Realinhamento geopolítico e “comércio livre”

AP

“O eixo transatlântico Bruxelas-Washington vai dar lugar ao eixo transcontinental Bruxelas Beijing, uma nova “rota da seda” com dois sentidos? Quem imaginaria, um ano atrás, uma tal mudança na geopolítica mundial ?!“ pergunta-se, quiçá com sinceridade, Vital Moreira. Pois possivelmente não daria para imaginar, mas esse supostamente inteligentíssimo argumento de “estratégia geopolítica” foi recorrentemente invocado pelos apóstolos do comércio livre para justificar a obrigatoriedade da aprovação do acordo de comércio e investimento UE/Canadá (CETA). Um argumento de sapientes especialistas, que por ele sempre consideraram justificada a imolação de direitos de consumidores, produtores e trabalhadores e a entrega das rédeas dos mercados aos interesses da alta finança e das multinacionais, através de tribunais e de direitos especialíssimos para proteger os investidores. [Read more…]

A fala muda

As culturas, as próprias civilizações, possuem uma fala. Existe uma metalinguagem, um código simbólico silencioso mas extremamente operante, que emana do corpo dos povos e das nações através da sua arte, da sua religião, da sua literatura, do seu cinema, da sua ciência, da sua política, da sua comunicação social, da sua educação, dos seus hábitos alimentares.

Há uma fala simbólica das culturas e das civilizações que é uma tradução fiel da sua acção no mundo e sobre o mundo. É preciso compreender essa fala para se entender tanto a beleza como o terror da geopolítica.

História do Presente: (quase) sem palavras

Para quem gosta de Política, Economia e Inteligência Económica em Música e em Vídeo

Os Bancos, o Esquema de Ponzi mundial, os Resgates e o regresso da Geopolítica

onde-estao-os-pobres

Versão Integral em Ergo Res Sunt