Fatos, fatos, fatos: muitos, muitos fatos

tischtennis

© dpa (http://bit.ly/1voxc4m)

 "Any minute now I’m expecting all hell to break loose"
Bob DylanThings Have Changed

António Costa aceitou o desafio do jornal Observador, respondeu às perguntas do Political Compass e, aparentemente, não terá pestanejado quando leu esta tradução de “It’s a sad reflection on our society that something as basic as drinking water is now a bottled, branded consumer product”:

O fato de a água que bebemos ser um produto de consumo de marca e engarrafado é um triste reflexo da sociedade em que vivemos.

Aliás, este “fato de a água” nem sequer é uma tradução: é o produto de uma deturpação da versão portuguesa, criada pelo Público:

O facto de a água que bebemos ser um produto de consumo de marca e engarrafado é um triste reflexo da sociedade em que vivemos.

Sim, o problema é grave. Efectivamente, este fato é um triste reflexo da sociedade em que vivemos. Considerando a gravidade do problema, prometo aos leitores do Aventar alguns meses de descanso sobre este assunto.

Em 21 de Março de 2013 (ou seja, há cerca de ano e meio), o ILTEC pronunciou-se nos seguintes termos [Read more…]

Facebook leva João Geraldo à Guatemala

Imagem

João Geraldo teve o desplante de ser bom, muito bom, numa modalidade em que os melhores estão a crescer numa cidadezinha de província, até agora apenas conhecida por um megalómano “metro” em vias de extinção, pelas alheiras e por ter sido o berço do Prof. Jesualdo Ferreira. Dizia alguém (uns garantem que foi La Rochefoucauld, outros afirmam que foi Alexandre Dumas) que “todas as generalizações são perigosas, até esta”, e eu não queria generalizar quando afirmo que o caso de João Geraldo é o paradigma do desporto amador em Portugal.

Alguém cresce desportivamente, conquista o direito de estar em representação do país numa prova global, e, depois, não tem dinheiro para se deslocar à final dum circuito mundial. Porquê? Porque a sua federação já não tem crédito: são muitas as dívidas, ninguém fia… [Read more…]

Ténis de mesa: Marcos Freitas avança para a terceira ronda

Marcos Freitas nos jogos olímpicos de Londres

Foi uma partida brilhante, ganha por 4:0. No terceiro jogo, Marco Freitas recuperou de uma desvantagem considerável, onde o adversário tinha liderado até ao penúltimo  ponto.

Parabéns e venha a próxima partida (segunda-feira).

Foto