Conversas vadias 16

A décima sexta edição destas “Conversas vadias” rondou: Reino Unido, Lista Verde, pandemia, Portugal, turismo, Champions, tio Joaquim, Lisboa, Porto, PSP, traduções, SIC Notícias, vacinas, EUA, Bélgica, Regionalização, poder local, história, ciência, José Gomes Ferreira, teses, conspirações, BES, Sérgio Conceição, China, Tiananmen, homenagens, Benfica, Jorge Jesus, pandemia, “pandumia”, planetas, Carta Portuguesa de Direitos Humanos na Era Digital, censura, Iniciativa Liberal, controlo de informação, liberdade, internet, e as recomendações dos vadios a não perder.

E quem foram os vadios? Foram António Fernando Nabais, Carlos Araújo Alves, Francisco Miguel Valada, João Mendes, José Mário Teixeira e Orlando de Sousa. Mais a ausência especial de Fernando Moreira de Sá, que está à espera que chova para regressar ao meio de nós (ámen).

Aventar Podcast
Aventar Podcast
Conversas vadias 16
/

PCP continua agarrado às negações que lhe convém

Sabemos como o PCP é lesto a denunciar atropelos à Democracia, à liberdade e à precariedade dos assalariados em países onde estão instaladas ditaduras que consideram de direita ou fascistas. No entanto, também não é espanto para ninguém a sua postura negacionista face a violações dos mais básicos Direitos Humanos em ditaduras que considera mais próximas de si a que costumamos apelidar de comunistas.
É deplorável que democratas, sejam eles de que origem ideológica forem, não se unam para denunciar e combater qualquer regime ditatorial.
Vem isto a propósito do título da última edição do jornal Avante, onde se pode ler, e cito, “A farsa de Tiananmen”, mesmo que em letras mais pequenas imediatamente acima se leia “Documentos publicados pelo Wikileaks revelaram”.

A edição do jornal é paga e, por isso, não tenho acesso ao desenvolvimento de texto, mas fui procurar o que a Wikileaks divulgou acerca [Read more…]

Aconteceu em Tiananmen

 

Recorde-se, o país a quem os nossos governantes alienaram diversas infra-estruturas é o mesmo onde, em 1989, se cometeu a barbárie de Tiananmen. Foi há 30 anos. Ontem, portanto, apesar de tanto se ter passado por lá desde então. Como por exemplo, a implementação do, até há alguns anos, inacreditável sistema de crédito social.