O ensino privado religioso e a liberdade de escolha

Ainda sobre o ensino privado, e a liberdade de cada um educar os seus filhos de acordo com as respectivas convicções religiosas, no que dizem ser um exercício de liberdade e por vezes me parece ser mais um exercício de propriedade, recordo o velho princípio de que a liberdade de cada um acaba onde começa a dos outros. Neste caso a dos filhos, que são pessoas e não uma espécie de cãezinhos para amestrar.

De uma crónica de Manuel António Pina:

A notícia revelada na passada segunda-feira pela BBC de que em dezenas de escolas inglesas se ensina hoje que a homossexualidade deve ser punida com a morte por apedrejamento (ou lançando fogo ao “criminoso”, ou atirando-o de um penhasco) e os ladrões punidos cortando-se-lhes mãos e pés (com figura junta a explicar como se faz) tem que ser antecedida do mesmo “Acredite se quiser”.
A coisa passa-se numa rede de 40 escolas privadas onde as liberais e multiculturais leis britânicas permitem que sejam ministrados os curricula escolares sauditas. Segundo a BBC, além de na homofobia, os 5 mil jovens, crianças e adolescentes entre os 6 e os 18 anos, na sua grande maioria provavelmente de nacionalidade inglesa, que frequentam tais escolas, são igualmente educados no anti-semitismo (lê-se-lhes “Os protocolos dos sábios do Sião” e ensina-se-lhes que os judeus pretendem dominar o Mundo) e na intolerância religiosa (num manual destinado a alunos de 6 anos condena-se ao “fogo do Inferno” quem não acredita no Islão).

Comments

  1. António Peseiro says:

    Ex.mo Senhor João Cardoso.
    O Senhor abre frentes de luta muito facciosas. Primeiro defende a Escola Única, cuja ideologia é baseada na ideologia comunista e fascista. Estas ideologias/”religiões” aproximam-se muito das correntes integralistas islamicas. O Senhor lembra-se do PREC? Estamos lá outra vez com a sua ideia de escola única. Eu tenho os meus filhos numa escola estatal e é um desastre. Ninguém se entende. Porque não querem os da religião da escola única uma outra escola que os pais possam comparar? Os pais é que devem decidir as escolas que valem ou não! Por isso, dêem-nos a liberdade de escolher entre projectos educativos… Eu não quero continuar a ver os meus impostos gastos por professores que são autênticos mercenários, salvo honrosas excepções. As Escolas estatais são autênticos “sorvedouros” de dinheiros públicos. E aquem serve isto? À corrupção… Depois, «porra», na linguagem sua, o senhor não consegue ser isento!!! , tente lá ser! Em relação ao ensino privado e religioso: o senhor não se está a contradizer? O que faz a escola única senão fabricar “alfas” “betas” e “gamas”? Lembra-se do “Admirável Mundo Novo”? Os regimes comunistas, fascista e integralismos islâmicos é isto que fazem!!!… E a propósito, tem lido nos jornais a quantos professores e funcionários das nossas escolas estatais têm sido abertos processos por pedofilia?

  2. Francisca Cabral says:

    Senhor António Peseiro. Ainda não reparou no “nível” do senhor Cardoso?


  3. Argumentos de peso. A escola pública é comunista, fascista, gastam o dinheiro público, ninguém se entende, o diabo a sete.
    Eu que trabalho na escola pública nunca dei por nada, devo andar distraído.
    Já agora, quanto à pedofilia, faz ricochete: sabe a quantos padres, na maioria responsáveis por colégios, têm sido abertos processos por abuso sexual de menores por esse mundo fora?

    E tudo isto porque acham que o estado além de sustentar o capelão do hospital, o do quartel, o professor de Religião, ainda devia pagar-lhes a escola toda, para fazerem dos seus filhos beatos empedernidos.
    Haja pachorra.

  4. António João says:

    Com tanto temo para escrever só pode mesmo andar distraíso. Eu diria mesmo alheado da escola. Deve ser das reduções de horário.
    Gosto dessa liberdade. Todos os que não são por mim são contra mim…logo morte com eles.
    Não se esqueça que é professor. Veja lá o exemplo que dá.

  5. Ana Paula Fitas says:

    Caro João José Cardoso,
    Fiz link.
    Abraço 🙂

Trackbacks


  1. […] This post was mentioned on Twitter by Blogue Aventar, joao j cardoso. joao j cardoso said: O ensino privado religioso e a liberdade de escolha: Ainda sobre o ensino privado, e a liberdade de cada um educ… http://bit.ly/eQf3vX […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.