És grande, Fernando Moreira de Sá!


Foi há alguns anos, ainda no período pré-socrático, mas lembro-me perfeitamente da forma como um amigo socialista narrou o seu dia-a-dia numa Câmara Municipal dirigida pelo PS. Um dia que começava com o Fórum da TSF, que ele estava incumbido de acompanhar. Diariamente, ou sempre que o assunto estava de alguma forma relacionado com a política, tinha de telefonar para a rádio e, fazendo-se passar por um anónimo ouvinte, deixar a sua opinião, obviamente em linha com as posições do PS.
Passou muito tempo e as máquinas partidárias modernizaram-se. É provável que ainda haja elementos destacados dos Partidos para acompanhar o Fórum (basta ouvir), mas agora o combate alargou-se e passa, em grande parte, pela internet e em especial pelas redes sociais.
É, pois, com enorme espanto que tenho vindo a acompanhar o coro de hipócritas que tem vindo a atacar o Fernando Moreira de Sá por causa da sua tese de mestrado, resumida na entrevista que deu ao Miguel Carvalho da «Visão».
Todos esses hipócritas sabem que é verdade o que o Fernando descreve. Era verdade nos tempos de José Sócrates, a um nível que já todos sabíamos escandaloso, continua a ser verdade com Pedro Passos Coelho e continuará a ser verdade no futuro, seja com quem for.
O que não percebo é o porquê de tanta irritação. Toda a gente sabe que toda a gente sabe. Mas desde que não se fale no assunto, tudo bem. A hipocrisia humana em todo o seu esplendor.
Lamento informar-vos, seus hipócritas, mas nem todos são como vós. Há quem insista em sair do rumo a que os vossos patrões vos querem condenar. Há quem insista em ter voz própria e não queira limitar-se a ser a voz do dono.
Por tudo isto, és grande, Fernando Moreira de Sá. E não só no sentido literal. És mesmo grande e eu tenho um enorme orgulho em fazer parte de um colectivo onde tu estás presente.

Comments

  1. oh riicardo,
    já agora teça loas aos banqueiros que ganharam milhoes em bonus através das operações financeiras especulativas que criaram a crise das dividas soberanas. ao fim ao acabo, já toda a gente sabia que era assim e toda a gente sabia que toda a gente sabia (no caso da campanha do FMS um gajo até se pode perguntar: “mas se toda a gente sabia e só os hipócritas acham mal que se tenha feito, então porque é que estes gajos o faziam?”).
    é que não sei se se apercebeu que esta gente recebeu dinheiro para fazer uma campanha de desinformação que visava manipular os portugueses de uma forma insidiosa.
    com a chegada ao pote, veio o ROI dos “accionistas” desta gente.
    surpreende-me que um homem de esquierda aplauda esta prácticas, imagino que esteja a confundir o FMS com um wisthleblower mas olhe que nãop sa trata disso…

  2. O Fernando Moreira de Sá é apenas um mafiosozito arrependido. Tão pequenino, que nem direito a tacho teve.

  3. Esta pandilha faz lembrar uma máxima:”ó marqueza cagou-se?Eu?foda-se… “….tão naifes….fumam e depois admiram-se de terem cancro no pulmão….

  4. Está tudo muito poluído até a linguagem aventaresca – são professores na maioria ?? ai vou voltar à escola para “reciclar” pois Crato é que é bom

  5. Excelente post. Continue contra a “manada” a lutar pelas posiçoes não ortodoxas. E se puder traga ao nosso conhecimento os escritos do F.Moreira de Sá que pela amostra tem muito interesse acompanhar. Eu tenho lá em casa um spray que afasta a cãozoada sem dor..é só pedir.

  6. O que ficou em causa com esta entrevista não foi o Fernando Moreira de Sá, mas sim a empresa onde trabalha – NEXTPOWER e o grupo a que esta pertence LPM!
    Em 2009, Aguiar-Branco põe a NEXTPOWER como assessora de comunicação do grupo parlamentar do PSD. Refere FMS, que essa empresa, entra na campanha do PSD a favor do Pedro Passos Coelho e mais tarde está nas campanhas legislativas.
    Vejamos agora a NEXTPOWER, pertence a Rodrigo Moita de Deus (10%) e à BOSTON MEDIA que agora se chama NEWSENGAGE. A NEXTPOWER detém a Think 2.0 Comunicação e a Fonte II – Comunicação e Imagem. A BOSTON, agora NEWSENGAGE, além da NEXTPOWER detém a ENZIMA AMARELA (Briefing, Advocatus, Fibra, etc.). A FLAT MARKETING detém a NORTECAST Comunicação e Marketing em conjunto com FERNANDO MOREIRA DE SÁ. Denominador comum em todas a LPM Comunicação S.A, que detém ainda a INFORFI e MEDIATICA II.
    Agora quanto é que estas empresas( NEXTPOWER, BOSTON, NORTECAST, FONTE II, THINK 2.0, LPM, INFORFI e MEDIATICA II) receberam em ajustes directos desde 2009?!
    Não haverá “especialistas” em criar perfis falsos e colocar likes no facebook, oriundos dessas empresas a fazer esses trabalhos no MDN e recebendo como tal, ou seja, como especialistas? Não haverá ajustes directos do MDN a essas empresas, para cobrir qualquer outro tipo de custo menos apresentável ou justificável?
    Porque razão a Gaianima faz ajuste directo no mesmo dia à empresa mãe e filha (Boston e Nextpower)?
    Quanto é que essas empresas receberam só com a Câmara de Cascais e suas “participadas”?
    Quem fez a campanha do Carreiras em Cascais?

Trackbacks

  1. […] ao Valada, que não conheço, e aos meus amigos Ricardo, João José Cardoso e José Freitas, nos textos dedicados ao Fernando Moreira de Sá. Um […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s