Derrota para o Benfica

Henrique Oliveira

ng3030169

Não foi por razões meteorológicas que o jogo deixou de se realizar.
Antes do jogo e à hora do jogo as condições meteorológicas não eram impeditivas de se realizar a partida. Os adeptos estavam normalmente nas bancadas, o aquecimento fez-se de forma regular, não chovia e nada fazia prever que houvesse impedimento para a realização do jogo.

Assim, o jogo apenas não se pôde realizar por falta de condições de segurança do estádio.

A questão está em saber se a o mau tempo que existia à hora do jogo era suficiente para em condições de normalidade fazer cair a cobertura do estádio.

A este propósito convém referir o seguinte:
a) Esta situação de falta de segurança já aconteceu anteriormente o que levou um jogo do Benfica B a ser adiado há mais de um ano.

b) Os adeptos do Sporting ficaram no estádio até quase à hora que o mesmo deveria ter terminado. Para justificar isto, o Comissário da PSP explicou que «os ventos não eram tão graves que justificassem a alteração dos procedimentos.» A Bola, p. 06;

c) O próprio responsável pela construção do Estádio e antigo vice-presidente do Benfica, Mário Dias, afirma que «estava a ser feita uma manutenção da cobertura […] É provável que não estivessem colocados todos os rebites» «As chapas são fixadas em vários pontos, e se não estivessem fixados todos esses pontos, é normal que com o vento, sobretudo vindo de baixo, as chapas acabem por rasgar-se e a manta térmica de lã de rocha comece a soltar-se» «As coisas têm de estar sempre a ser vistas porque o sol e a chuva corroem e enferrujam os matériais, podendo os parafusos soltar-se com ventos fortes acima de 100 km/h. Volto a referir, porém, que, pelo que sei, não foi esse o caso, mas sim o facto de as obras de manutenção não estarem concluídas». A Bola, p. 08.

d) existiram outros jogos (no Dragão e na Pedreira) que se realizaram em condições meteriológicas tão ou mais adversas que as que existiam à hora do jogo da luz.

O art. 94.º do Regulamento Disciplinar da Liga determina o seguinte:
1. Quando um jogo oficial não se efectuar ou não se concluir em virtude do estádio não se encontrar em condições regulamentares por facto imputável ao clube que o indica, é este punido com a sanção de derrota e, acessoriamente, com a sanção de multa de montante a fixar entre o mínimo de 12 UC e o máximo de 50 UC e com a sanção de reparação à Liga e ao adversário das despesas de arbitragem, de delegacias, de organização e do valor da receita que eventualmente coubesse ao adversário.
2. Se um jogo não for realizado por falta de condições de segurança imputáveis ao clube que indica o estádio, o clube é punido nos termos do número anterior (Pena de Derrota).

Não é compreensível a razão para que este assunto não esteja a ser comentado na imprensa.
Fico sempre com a sensação que o clube das águias é sempre tratado com uma deferência que os outros não têm.

Comments

  1. Nightwish says:

    O 5lb protegido? Nunca!

  2. N.T. says:

    a) Certo.
    b) Certo.
    c) Bom, o homem está a milhares de quilómetros de distância e não tem responsabiluidades no clube. É um diz-que disse, pode ou não corresponder à verdade.
    d) É uma avaliação subjectiva.

    O regulamento pode não ter a implicação que o autor do post pretende. Primeiro seria preciso apurar se a culpa foi da meteorologia ou se d efacto existiu falha de manutenção. Depois dependeria da definição de “imputável”, visto que existe um contrato de manutenção e há uma empresa responsável.


  3. Resposta ao NT:
    Independentemente das responsabilidades da empresa de manutenção isso não anula a primeira responsabilidade que é sempre do clube organizador.

  4. Jo Passos says:

    Como se pode um temporal ser da responsabilidade de quem quer que seja? Já agora, quanto tempo durou o jogo em Tondela?

  5. L. Rodrigues says:

    A” questão está em saber se a o mau tempo que existia à hora do jogo era suficiente para em condições de normalidade fazer cair a cobertura do estádio.”

    Tem noção da anormalidade contida nesta frase a partir da qual elabora todo o raciocício?


    • L Rodrigues veja pf o regulamento. É inequívoco.


      • “o mau tempo (…) em condições de normalidade” ?!?!

        • Pedro N says:

          quando o autor escreve “em condições de normalidade” não se refere ao estado do tempo mas às condições do estádio porque aqueles incidentes só se sucederam porque
          1)ou não houve manutenção;
          2)ou a manutenção foi mal feita.

          A agravante é que a mesma coisa já se tinha passado há um ano atrás, em janeiro de 2013. também “choveu” lã de rocha e caíram chapas levando ao adiamento do jogo Benfica B – Feirense

  6. Jaime says:

    Isto deve ser para distrair a atenção do caso do FCP para a taça da liga e respectivo atrazo, não?

    • Nightwish says:

      Mas que caso? Mais um onde falam mal sem provas nenhumas? Esses casos só servem para encher jornais.

  7. Jaime says:

    Isto deve ser para distrair a atenção do caso do atraso do Jogo do FCP para a taça da liga, não?


  8. A autoridade para a protecção civil lançou um alerta para que a partir daquela hora ninguém saísse de casa. Ora em condições de “normalidade” isto configura um atentado à constituição da república: decretar o recolher obrigatório por quem não tem essa autoridade. Vou-me queixar. Não é se à liga se ao blogger convidade!


  9. Houve voos que foram desviados do aeroporto de Lisboa. Isto é inadmíssivel. Se havia jogos no Porto não se percebe porque não haviam de aterrar aviões na Portela. Isto de chapas de cobertura voarem com ventos fortes é inadmíssivel. Só acontece em Portugal, porque lá fora..

  10. zé do norte says:

    então vão fazer a manutenção da cobertura na semana do derby e quando já se sabia há vários dias que vinha aí um temporal….só os outros é que não são sérios, se o sportem perder quero ver o calimero a exigir os 3 pontos…..


  11. cumprimentos pelo belo exercício de ginástica.

  12. Jo Passos says:

    Se é verdade que o regulamento tem muito de omisso, não é menos verdade que ao tentar-se imputar responsabilidades ao Benfica pelos efeitos de um temporal, neste caso, só tem como justificação a hipótese de o Sporting ganhar um jogo sem o disputar. Não é isso que os responsáveis e os adeptos do Sporting querem. Assim sendo, bora mas é discutir os sexo dos anjos. Mantém-nos entretidos na mesma! 🙂

  13. Nightwish says:

    Independentemente de haver sempre regulamentos que não se aplicam ao clube do regime, quero é saber porque se esperou tanto tempo para evacuar o estádio e porque ainda ficaram lá pessoas sujeitas a lesões graves.
    A bola? Que se foda a bola, quero é saber porque é que as pessoas continuaram em risco.

  14. Eduardo Rodrigues says:

    O HO quer ganhar o jogo sem jogar, mas vamos fazer 2 exercícios simples: primeiro eu coloco o meu carro na revisão antes da inspecção, o mecânico diz que está tudo em ordem e posso levá-lo à inspecção, chega à inspecção: chumba. A culpa é minha? Segundo chove cupiosamente na hora do jogo, o campo fica inundado, a culpa é do clube da casa, porque deveria ter um campo com uma excelente drenagem de água para a pratica do futebol? Podem dizer que não foi chuva, mas foi ventos fortes.

  15. Lima says:

    Esta noticia, comentário ou desabafo é a coisa mais absurda que já vi nesta semana. Desde quando é permitido numa partida de jogo por em risco a integridade física das pessoas. E nisto de um modo em geral. O Individuo que escreveu essa matéria o que quiserem chamar só deve ser um revoltado tentado chamar a atenção das pessoas que nem se quer tiveram dentro do estadio e vem pra qui e para outros blogs mandar pirulitos……
    Se calhar é melhor chamar a FIFA e a UEFA para tirar os 3 pontos do Benfica e entregar ao Sporting. Que ridículo!

  16. Ricardo says:

    Boa tarde a todos
    Este comentário desvia um pouco deste assunto. Tem a ver com o estado de coisas dentro do clube. O Ivan Caveleiro foi emprestado??? Outros movimentos dignos de ficheiros secretos se passam dentro do Benfica. Interesses estranhos, negócios escuros estão a minar o clube e os bons jogadores portugueses que produz.

Trackbacks


  1. […] Henrique Oliveira nos trouxe o artigo 94.º do Regulamento Disciplinar da Liga, vejamos qual a interpretação da parte […]


  2. […] fica para a próxima. Lamentamos […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.