Os gays

Depois dos Ciganos e dos Pretos, André Ventura vai atirar-se aos gays.

58,3% considera que há tráfico de influências ou corrupção activa no caso dos emails do Benfica

diz o mais recente estudo da Eurosondagem.

Causa e consequência?

Ainda a propósito das viagens.
Em Maio de 2014, António Costa, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, recebeu como prenda uma viagem a Turim, Itália, oferecida por uma empresa de Lisboa cotada em Bolsa.
Em Fevereiro de 2015, 8 meses depois, a Câmara Municipal de Lisboa a que António Costa presidia perdoou quase 2 milhões de euros em impostos a essa empresa .

O Partido Comunista ao serviço dos capitalistas

 

 

 

 

 

 

 

Há uns anos, ninguém diria que um dia o Partido Comunista Português iria ser um mero serventuário dos mais ferozes capitalistas portugueses.
Mas é verdade. Afinal, de suportar um Governo com políticas de Direita até apoiar capiltalistas, vai um pequeno passo. É uma questão de hábito.

Ontem, o Partido Comunista Português decidiu declarar o seu apoio a capitalistas condenados que devem milhões a um Banco cujo resgate foi e será pago por todos nós, contribuintes.
A presença da deputada Rita Rato no beija-mão ao presidente do Benfica vincula todo um Partido.
É que o presidente do Benfica não deixou falir um restaurante. O presidente do Benfica deve 500 milhões de euros. O PCP sente-se confortável com isso.
No fundo, não é surpreendente. De um Partido que disse não acreditar que houvesse ditadura na Coreia do Norte, não é de espantar. De uma deputada analfabeta que desconhece os gulag, também não.
E quanto ao tráfico de droga na Guiné-Bissau, nada a dizer?

«A ideia de não aparecer-mos»?

Efectivamente, “de não aparecer-mos“.

O Ministério Público tem clube?


A julgar pelo que vem publicado no «Diário de Notícias», o Ministério Público tem clube e usa 2 pesos e 2 medidas conforme a entidade que estiver em causa. Ao que parece, todos os mails revelados por Francisco J. Marques já estão no Ministério Público há muito tempo, mas ninguém fez nada. Diz o jornal que «nenhuma diligência foi solicitada, nem foi agendada alguma reunião para definir uma estratégia de investigação».
Aliás, uma das teorias em circulação é a de que terá sido uma fonte da PJ, descontente com o desinteresse do Ministério Público, a passar a Francisco J. Marques os mails incriminatórios.
Eu sei que o Benfica tem muitos adeptos, são a maioria. Sei que Luís Filipe Vieira é multimilionário e extremamente poderoso – tão poderoso que tem dívidas de 500 milhões de euros que irão ser pagas sabemos nós por quem. Sei que as principais instituições políticas e desportivas do país têm benfiquistas no comando. Mas isso iliba o Ministério Público de actuar quando é o Benfica que está em causa? Isso permite ao Ministério Público assobiar para o lado e meter numa gaveta provas ou pelo menos indícios de vários crimes?
Sim. Pelos vistos, sim.
Quando foi o Porto, o Ministério Público não vacilou. Inquérito, escutas (ilegais), acusação, julgamento. Mas só para o Porto. Convenientemente, as escutas foram colocadas no youtube, mas só algumas. As escutas a Luís Filipe Vieira não. Parece que não interessava…
E afinal, à beira do actual caso de corrupção relacionado com o Benfica, o «Apito Dourado» foi uma brincadeira de menin@s. [Read more…]

«Apenas quero ser um menino querido para vocês e fazer bem o meu trabalho e que o homem confie em mim»

Mail de Nuno Cabral, Delegado da Liga de Clubes, para Luís Filipe Vieira, Presidente do Benfica, e Paulo Gonçalves, assessor jurídico do mesmo clube (Março de 2014)


Digam lá que não tem cara de menino querido?

Hugo Miguel: Estaremos atentos às missas deste padre!

Árbitro Hugo Miguel no Facebook durante um programa da TVI em que se debatia a alegada rede de corrupção montada pelo Benfica na arbitragem. O post foi publicado no momento em que o representante do FC do Porto se queixava desse esquema de corrupção e foi posteriormente apagado. A conta no Facebook foi encerrada.

“Vamos ter os padres que escolhemos e ordenámos, nas missas que celebramos, temos é de rezar e cantar bem»


Tradução do Google para corruptos totós: «Vamos ter os árbitros que nós próprios colocámos no lugar onde estão, nos nossos jogos, temos é de jogar bem».
E a Federação, não faz nada?

Quem é o Primeiro-Ministro?


Perguntem à Maria José Morgado

Rumo ao P3n7a

Foto slbenfica.pt

No arranque da última época desportiva fiz, aqui no Aventar, a previsão de que o Sport Lisboa e Benfica iria chegar ao Tetra.

Dizia, nesse texto, que para se ser campeão é necessário:

– ter mais de 81 pontos: o Sport Lisboa e Benfica marcou 82 (76 para o 2º classificado),

– marcar 80 golos: o tetra campeão marcou 72, (2º classificado: 71)

– sofrer 20 golos: a equipa de Rui Vitória sofreu 18, (2º classificado:19)

– vencer 27 ou 28 jogos: as vitórias do Campeão foram 25 (2º classificado: 22).

Os números deste campeonato estão em linha com os dos últimos anos. O campeão nos oito últimos títulos (5 do Benfica e 3 do Porto) tem uma taxa de sucesso acima dos 80%, enquanto o tetra do Porto que os antecedeu tinha uma percentagem entre os 76 e os 78% e com os adversários muito longe. Nos anos do tetra azul, a diferença média para o segundo foi superior a 7%, enquanto o tetra Vermelho teve uma proximidade maior (4%) para os segundos classificados. [Read more…]

Dobradinha, triplete, tetra, pentacional!  A jogar menos bem e às vezes menos mal.

foto benfica

Pedro Lemos, “Ouro sobre Azul”
Papelotes sobre telão (técnica multimédia)
Lisboa, 29.05.2017

Obrigado Sport Lisboa e Benfica

Porque hoje é sábado

E, porque hoje é sábado, eu vou dizer para vocês o poema [do] Dia da Criação: um dia terrível, não é?

— Vinicius de Moraes

… and it feels like home.

— Madonna

***

Efectivamente, porque hoje é sábado.

via Instagram

***

Noite escaldante no Porto

Entendeu a Liga Portuguesa de Futebol não realizar os jogos da última jornada do Porto e do Benfica no mesmo dia e à mesma hora, talvez porque a vitória no campeonato esteja decidida, permitindo assim um maior encaixe financeiro com a transmissão directa dos 2 jogos.
pantera-boavista
Acontece que, nestas coisas da bola, há cada vez menos bola, em detrimento de mais programas de fanáticos do seu clube, mais gente que não quer saber de bola sequer e, no caso, uma claque de doidos, como todas as outras, que, em vez de estar num estádio a ver o jogo do seu clube, poderá estar à solta noutro local da cidade do seu clube, quiçá ali mais para as bandas do Estádio do Bessa, à hora do Boavista vs. Benfica!
Está o “balh’ armado”, pelos vistos, com incúria e sem precaução nenhuma.

Lido por aí

Nos últimos quatro anos o Benfica foi mais vezes à CML que a Teresa Leal Coelho. [Rodrigo Moita de Deus/31 da Armada]

Efectivamente, é óptimo

Exactamente. Efectivamente. Viva o Benfica.

***

 

«Talvez devagarinho possas voltar a aprender»

Efectivamente. Parabéns, Salvador. Ah! Viva o Benfica!

Benfica Campeão


Geralmente, num campeonato longo de 34 jornadas, ganham os melhores. E o Benfica foi o melhor, por isso ganhou.
Em primeiro lugar, tem um plantel melhor do que o dos outros. Mais equilibrado. Com mais soluções para cada posição. Com grandes jogadores.
Tem também um bom treinador. Não é nada de especial, mas é bom. Atendendo a que o Porto nem treinador tem, isso é uma grande vantagem.
Tem ainda – e esta é uma grande diferença – um bom presidente. Outra coisa que o Porto já não tem. Teve durante décadas, mas há muito que deixou de o ter. Mais concretamente quando um dia disse que «A quem vier a seguir, basta não estragar o que está feito». A arrogância própria de quem estava habituado a ganhar. Muito semelhante, se virmos bem, ao «Só têm de copiar o que fazemos» mais recentemente dito pelo presidente do Benfica.
Tem ainda o controle da arbitragem, construído no reinado de Vítor Pereira. Mas não é por aí. Se todos os factores apontados contam mais ou menos, este conta decerto menos do que os outros. Também o Porto tinha o controle da arbitragem nos anos 90 e não era por isso que ganhava. Ganhava porque era melhor, da mesma forma que o Benfica hoje ganha porque é melhor. [Read more…]

A vergonha habitual, no sítio do costume

Beat. he that hath a beard, is more then a youth: and he that hath no beard, is lesse then a man.

— Shakespeare, “Much Ado About Nothing” (Folio 1, 1623)

George: Good, better, best, bested. [Back to Nick] How do you like that for a declension, young man? Eh?

— Edward Albee, ‘Who’s Afraid of Virginia Woolf?’

Uma autêntica vergonha.

— Rodolfo Reis, 10/6/2015

***

Por razões habituais, óptimas, espectaculares, excelentes, formidáveis e estupendas (a lista de atributos algo aleatórios encontra-se activa),

não consegui ver em directo o Glorioso e não actualizei o ponto da situação no sítio do costume.

Efectivamente, [Read more…]

Vídeo-árbitro

Sobre a utilização do vídeo-árbitro para os jogos da I Liga a partir da próxima época.
Aqueles que controlam o sistema do futebol português – neste momento é o Benfica, como antes foi o Porto, como antes ainda foi o Benfica – arranjam sempre forma de dar a volta.
Nesse sentido, a partir do video-árbitro, a prioridade será a intervenção nas situações de jogo em que o vídeo-árbitro é ineficaz.
Os fora-de-jogo, por exemplo. Se o árbitro cortar uma jogada de golo iminente, marcando fora de jogo, está resolvido. Mesmo que a decisão esteja errada, não há nada a fazer. O video-arbitro não vai mandar fazer a reconstituição da jogada. Eis como uma equipa não marca golo se o árbitro não quiser.
A partir daqui, os fiscais de linha vão ser muito apetecíveis.
E claro, há sempre a hipótese de controlar o próprio video-arbitro. Há jogadas cuja decisão é muito subjectiva. Terá uma certa piada quando o vídeo-árbitro der uma indicação errada ao árbitro.
Vídeo-árbitro? Pode ajudar, mas não é por aí…

Os incendiários mandam no quartel dos bombeiros

O futebol, goste-se ou não, é um fenómeno social com um peso desmesurado na vida da tribo. É importante, claro, ir educando os elementos da tribo no sentido de darem menos importância ao futebol e, sobretudo, às respectivas ramificações, como sejam os inúmeros programas de aparente debate em que cada lance, repetido dezenas de vezes, é considerado gravíssimo ou inócuo, conforme a cor do comentador.

Na verdade, verdadinha, sobre futebol pouco ou nada se diz. Em teoria, é um desporto praticado por duas equipas de onze; na prática, os únicos agentes desta modalidade são os árbitros. Como se isso não bastasse, os adversários passaram, de facto, a ser inimigos, com reflexos que vão desde insultos até mortes, numa confirmação de que somos homo mas sapiens não e muito menos sapiens sapiens.

Neste fim-de-semana, depois de um intenso Sporting-Benfica, Luís Filipe Vieira veio acrescentar uma mangueirada de gasolina a um incêndio que lavra imparável, sem extinção à vista. Segundo o que percebi, Bruno de Carvalho convidou o presidente do Benfica para assistirem juntos ao clássico, na tribuna do Estádio de Alvalade. Por uma vez, parece-me que o presidente do Sporting teve um gesto nobre, que, de tão raro, faz pensar na atitude do pobre diante de uma esmola demasiado grande. Aceitar-se-ia, portanto, que Luís Filipe Vieira, depois de ter sido mandado “bardamerda” em conjunto com todos os que não são sportinguistas, entre outros mimos, tenha recusado o convite. [Read more…]

Devia era pedir desculpa ao Benfica

FC Porto envia pedido de desculpas à Chapecoense

Só vejo uma equipa capaz de derrotar o Benfica

Atendendo ao jogo que o Benfica tem colocado em campo, só vejo uma equipa capaz de o bater – o Canelas! E, mesmo assim, dependeria muito do árbitro.

Alguém da UEFA está a ver o que se passa na Feira?

É que não é por nada mas o Benfica tem uma pena da UEFA suspensa por mau comportamento dos adeptos por 2 anos, na sequência dos episódios de Madrid na época passada. 

Luis Filipe Vieira; as mil formas de coacção e o ódio, aquele sentimento visceral

vieira

Vi com a máxima atenção a entrevista exclusiva que a CMTV levou a cabo na noite de ontem a Luis Filipe Vieira. Pela primeira vez concordei com algumas das posições do presidente do Benfica, apesar de continuar a discordar do seu método de actuação.

Cumpre-me saudar o facto do presidente do Benfica ter sido um dos primeiros dirigentes senão mesmo o primeiro a admitir que um erro de arbitragem beneficiou o seu clube, mesmo apesar da habitual (clássica) tentativa de spin para o lance do penalty que ficou, a meu ver, injustamente por marcar em Setúbal. Continuo a acreditar, em questões de arbitragens que não existem erros admissíveis assim como continuo a acreditar piamente que em relação ao meu clube, indiferentemente da postura mansa ou agressiva dos nossos presidentes e dirigentes, existe (factualmente) uma postura por parte da arbitragem, dos seus dirigentes e das influencias que historicamente os movem ou moveram uma intenção deliberada de errar para o segregar e para o excluir das vitórias. Se acredito que existem árbitros que erram por clubite aguda ou por instruções de terceiros? Se acredito que existem encomendas? Claro que acredito. Faz parte do futebol. O que não faz parte do futebol é errar sempre para o mesmo lado. Tanto erro, para o mesmo lado, é uma evidência clara de um futebol altamente viciado, que a continuar assim, diga-se a bom da verdade, irá afastar investidores e consumidores.

[Read more…]

As reuniões com o Conselho de Arbitragem resultam? Ah pois resultam resultam

benfica

Esta é a prova cabal de que todos os clubes devem ter direito à Indignação!

O regresso de uma campeã

vanessa-fernandes

O anúncio do regresso de Vanessa Fernandes ao triato depois de 8 anos de paragem é uma excelente notícia para o projecto olímpico Tóquio 2020 e para o desporto nacional. Aos 31 anos, compreendo as razões que levaram a Vanessa a desistir da modalidade e do desporto de certa forma em 2009 assim como compreendo o seu regresso: por mais que se tenha ganho no passado, e a Vanessa ganhou naquela modalidade praticamente tudo o que havia para ganhar em 5 anos, os seres “competitivos” nunca se contentam com o que conquistaram e querem sempre a mais. A Vanessa quer portanto conquistar em 2020 o que lhe falta: aquele ouro olímpico que lhe escapou em Tóquio.

[Read more…]

Pormenores que fazem toda a diferença

pedro-santos

Créditos Jornal O Jogo

A importância de ter jogadores capazes de resolver jogos difíceis quando o colectivo não é suficiente. É a frase que ajuda a resumir o papel de Kostas de Mitroglou na suada vitória do Benfica em Braga, num jogo em que o empate se justificava mais que a vitória dos encarnados pela excelente primeira parte que o Braga realizou no plano ofensivo, pelo interessante e comprometido empenho dos bracarenses no plano defensivo, exceptuando num ou noutro lance em que o seu lateral esquerdo Marcelo Goiano tremeu (no lance do golo, o lateral do Braga poderia ter abordado o lance com mais assertividade) e pelas  grandes exibições realizadas por Assis, Battaglia, Pedro Santos e Rui Fonte.

Grande jogo em Braga, grande ambiente, futebol de velocidade, de ataque e resposta e de entrega total dos jogadores ao jogo, devidamente arbitrado por um Luís Ferreira que a meu ver só pecou por uma vez no primeiro tempo ao não assinalar uma grande penalidade a favor do Benfica por carga (com recurso aos braços, completamente fora de tempo) de Rosic a Toto Salvio.

Quando é que o Ministério Público entra em campo?

soares

O Fernando e o João  estão indignados com a resposta do Benfica  em relação ao jogo de ontem do Porto contra o Tondela. O Fernando e o João têm razão para estar indignados com o que se passou em alguns jogos do Porto na 1ª volta deste campeonato porque efectivamente ficaram alguns lances capitais por marcar que retiraram pontos ao Porto. No entanto, a partir do que se passou no passado dia 5 de Janeiro, é caso para fazer jus à Raínha Santa Isabel de Coimbra para dizer “São Rosas, senhor, São Rosas” e o gif do lance em epígrafe é um dos exemplos: como é possível transformar um puxão do Soares na camisola do defesa do tondela em penalty e amarelo e uma agressão do Soares ao mesmo jogador num segundo amarelo para o pobre Osorio? – [Read more…]