Limpar a Sala de Aula

de metralhadora em punho.

Comments

  1. Sarah Adamopoulos says:

    Uns fingem que ensinam, outros fingem que aprendem (e nas faculdades é a mesma história), num país em que se finge que ainda existe uma escola pública, que ainda há um SNS, que ainda há uma democracia. Mas fingem exactamente para quem? em nome de quê?… Há entendimento para tanto fingimento?

  2. Hugo says:

    A culpa é do governo.


  3. Fingir é porreiro – além de dote de artista imaginem que não fingiam e mostravam o que são e fazem – levariam porrada – levariam no focinho – agora com barbinha mais comprida alguém arrancaria pêlo a pêlo à pinça – pedir-se-lhes-ia que não vestissem de preto-de-luto e dar-se-lhes-ía uns tostões para cortarem o cabelo – assim escusamos de ir ao teatro e em vez de topo de gama pedir-se-lhes-ia que andassem de lambreta para não poluir tanto o ar e não andarem em engarrafamentos e sentir-se-lhes-ia o “odor corporal” mais perto do nosso nariz

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.