A deriva governamental

IRC e taxas

Em Janeiro entrou em vigor a menor carga fiscal para as empresas para, apenas três depois, vir o mesmo governo, que se está nas tintas para as eleições, aventar a possibilidade de mais impostos para as empresas.

Como se sabe, de boas intenções está o inferno cheio – e cá no rectângulo, de há uns anos a esta parte, isto tem sido um gigantesco inferno.

Só cá faltava, neste reino da hipocrisia, o mordomo dos Açores vir mandar mandar bitaites, depois de ter abandonado o país pela oportunidade de Bruxelas. “Ó Pedro, olha que há limites. Pensa nas eleições – nas tuas e na minha”.

Comments

  1. Ferdinand says:

    Durão, um criminoso responsável por crimes contra humanidade, uns dias diz “há limites”, outros dias diz “a austeridade vai ter que continuar”.

    Este euro-fascista não é tão esperto quanto ele deve pensar que é, mas também não será tão burro que não tenha a clara consciência do discurso duplo!

    Lesar as populações para se servir, e para servir aos patrões do cartel financeiro, enfim, mais uns quantos crimes para o curriculum…

  2. fantunes says:

    totalmente de acordo ferdinand

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.