A petição dos mínimos

minimoHá um mínimo denominador comum:

Hoje, há um consenso amplo na sociedade que reconhece que Portugal enfrenta uma crise sem precedentes na sua história recente que combina dimensões económicas, sociais e financeiras, tendo também importantes manifestações políticas que podem abalar os alicerces do regime democrático.

Não usaria a palavra honrada ao pé  da palavra dívida, mas é irresponsabilidade não ver a dimensão do abalo.

Petição “Preparar a reestruturação da dívida para crescer sustentadamente”.

Comments

  1. Marília says:

    Já assinei…!!!!!


  2. E eu! Carrega Benfica!


  3. Já assinei!

  4. jonas river says:

    Se os digníssimos peticionários puserem metade do património adquirido em funções públicas , na ajuda da reestruturação etc,
    considerarei…

  5. portela says:

    Regime Democrático, alicerces, coisa e tal.
    O não consenso começa aqui. A quem serviu e serve a Democracia? Aos agentes do poder económico e dos seus lacaios políticos.
    Aqui é que começa a crise, tão velha como o termo. Então se é assim, se é para isto que a democracia serve, para enriquecer uns empobrecendo os outros, foda-se a democracia.

    • Hugo says:

      Da última vez que vi, esses lacaios políticos foram escolhidos pelo eleitorado. Cabe ao mesmo alterar a situação.

  6. Bento 2014 says:

    Isto é mais um movimento para resguardarem as próprias petiscações.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.