A esperança na esquerda europeia do Tó-Zé

Continua a dar que falar em França. Desta vez nem foi Hollande, mas alguém que sempre lhe foi próximo. Porque Sarkozy também não deixou muitas saudades, estes pequenos episódios, somados às promessas por cumprir, ajudam a explicar o crescimento da Direita tradicional e até de Martine Le Pen, que agradecem aos socialistas franceses, que desde Mitterrand não têm emenda.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.