E agora sr. Primeiro-Ministro?

-A questão é simples. Ou existe um equívoco que urge esclarecer, pois estará a ser aproveitado para campanha política, ou Passos Coelho terá de apresentar a demissão. Não existe qualquer drama, nem justifica crise política, o governo deverá continuar em funções, o PSD nomeará o seu sucessor e teremos eleições no final da Primavera. Isto se Portugal for um país normal. Mas suspeito que uns irão levantar a tese da cabala, entrincheirando os militantes na defesa do poder, outros irão cozinhar o assunto em lume brando, para que o desgaste se torne maior. Contudo o principal responsável será sempre o Primeiro-Ministro. Ou faz prova e refuta de imediato as suspeitas, ou prestará um favor ao partido, que teria mais tempo para se reorganizar, evitando uma derrota colossal,  a si próprio em defesa da honra e imagem e até ao país, saindo de imediato pelo próprio pé. Não adianta tentar branquear o assunto, a verdade virá à tona como o azeite, será uma questão de tempo. É inevitável…

Comments


  1. Não sei, não. O dr. Passos é mula velha, habituada a estas gincanas. É só mais uma. Ele já provou que esses pruridos da ética não são para ele. Um homem que mente descaradamente, assumindo convictamente o preto e o branco de todas as broncas de percurso, não se vai demitir por uma niquisse destas. Tanto mais que o procedimento criminal já caducou. O homem agarrou-se à cadeira, colou-se com cola tudo, daquela que até cola cientistas ao tecto. E com a guerrinha de rosas no PS, com o coitadinho do Tó Zé – o homem com agá piqueno, o abastencionista violento – a não querer ver o óbvio, ainda vamos suportar o Pedro mais umas temporadas. Azar o nosso!


  2. Ontem Lisboa parecia um rio ou precisa de um Rio?

    • coelhopereira says:

      Precisa de um Rio… para levar o resto da cidade na enxurrada.

      • José Peralta says:

        O “resto da cidade” ? Qual cidade ? O que eu vi, foi uma súbita tempestade que assolou e inundou vários pontos do País…

        E a propósito : ouvi hoje na Antena Aberta da RDP, alguém que me pareceu bem informado, dizer que o portas, quando, com manifesta e caricata surpresa, foi nomeado em público “ministro do Mar”, pelo aldrabão-mór coelho, para mostrar serviço, o delinquente, mudou logo o nome do Instituto de Meteorologia e Geofísica, para Instituto da Atmosfera e do Mar, mudando também toda a estrutura funcional do anterior organismo, demitindo e indemnizando técnicos, meteorologistas, “TÃO MAUS, TÃO INCOMPETENTES”…que logo foram contratados pelos norte-americanos !

        Não contente com a merda que fez e faz, submarinos, etc.,o energúmeno portas, desactivou os radares de detecção rápida de tempestades.

        ALGUÉM MAIS FALA NISTO ? iSTO NÃO TEM QUE SER INVESTIGADO ?

        Os portas, coelhos, paulas, cratos, albuquerques e quejandos,vão continuar a passar incólumes pela chuva , e a passear a sua arrogância, o seu risinho alarve e insultuoso, a sua perversidade, num País que lhes está a morrer às mãos todos os dias ?

        E a tragi-comédia de ontem, no “Prós e Contras, onde um títere, se dispôs “a imolar-se”, a pôr, ridículamente a cabeça no cepo, em nome da defesa insana do clamoroso fracasso da Justiça, como têm sido TODAS as iniciativas desta gentalha, perante o compadrio, a cumplicidade criminosa e o proteccionismo partidário do, por alcunha “presidente” cavaco, que renega o juramento que fez perante a Constituição ?

        • José Peralta says:

          Tendo-me dispersado do tema do Post, retomo-o agora :

          O “equivoco” do coelho, todos sabemos (mesmo aqueles indefectíveis, acomodados, avençados…e/ou “tachados” que têm “algo” a perder !), que a palavra do aldrabão, vale o que vale, ZERO, por isso respigo este parágrafo do anexo :

          “Estes factos, públicos, que podem ser consultados nos arquivos oficiais, não impediram a secretaria-geral do Parlamento de garantir à Lusa que o actual primeiro-ministro não teve “qualquer regime de exclusividade enquanto exerceu funções de deputado”. Uma afirmação que contraria uma evidência. Foi o mesmo Parlamento que em 2000 concluiu que Passos Coelho exercia, de facto, o seu mandato em exclusividade, tal como o próprio tinha declarado.”

          Os factos públicos que podem ser consultados nos arquivos oficiais, não impediram a secretaria-geral do Parlamento de..
          ?

          E, apesar disso, a “secretaria-geral” iliba o coelho ?

          Mas porque é que isto me está a “cheirar” tão mal ?

          Ou o meu nariz me engana, ou o cheiro, é mesmo nauseabundo…

          • coelhopereira says:

            O Senhor Passos Coelho até pode passar pelo buraco de uma agulha… Agora, o que ele não passa é no teste do nariz, pois o apêndice nasal nunca se engana: se cheira a merda, é porque é mesmo merda.

        • coelhopereira says:

          …O que diz muito acerca do estado das infra-estruturas do país. É a prova provada de que se pode “fazer muito melhor com muito menos dinheiro e mão-de-obra”…

  3. joao lopes says:

    concordo com este post.neste momento é o proprio psd(no seu todo) que perdeu todo e qualquer tipo de moral para criticar quem quer que seja.ou mundam de direçâo ou o psd serà para sempre conhecido como o “clube dos malandros esquecidos”


  4. Este post destina-se a fazer crer que o artista é um sujeito sensível aos roubos desta gentalha que nos governam. É um enganador!
    A esta hora a corja anda numa azáfama para encontrar assunto para fazer esquecer o caso. Eu, à cautela deixei de passar junto da Torre dos Clérigos.


  5. Ena pá… hoje deu uma no prego!
    De há tanto tempo a dar na ferradura… mas deve ser sol de pouca dura!
    Não há nada como condenar o indefensável, para se poder voltar à rotina de defender capciosamente o indefensável de forma que os tristes não percebam o que na verdade quer defender.
    Passe bem.

  6. Nightwish says:

    Será um dos tais profissionais do desemprego que a Xonet falava?

  7. niko says:

    a boca guedes acha que não tem motivos para investigar este assunto.? ou o que saca na rtp já lhe chega ?

Trackbacks

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.