Sampaio da Nóvoa a Presidente, e viva a República

Paula Rego The Last Feed

O Palácio de Belém precisa de uma desinfecção depois de habitado durante 10 anos por um político profissional inculto, serventuário e obediente às castas e donos de Portugal, salazarento nas atitudes e no desprezo pelos portugueses, eleito acidentalmente por uma minoria numas eleições onde a esquerda se esforçou no acumular de erros e asneiras, conduzindo a uma forte abstenção.

Precisa de lixívia, e demonstrando que nos serviu de aprendizagem não se poder entregar a presidência da República a quem nunca foi republicano, tanto na etimologia da res publica como na ética e nos princípios morais, exemplarmente demonstrados por Cavaco Silva quando perante um agente da PIDE capricha em bufar a sogra.

Para que todos os cantos da casa conspurcada pela pindérica Maria e seu chefe de família Aníbal sejam higienizados, a direita precisa de levar uma abada, o que pode muito bem começar por uma derrota na primeira volta das eleições. Até fica mais barato, e a arrogância de quem tem um canal a promover semanalmente o mentiroso mais bem pago de Portugal, merece uma humilhação.

sampaio novoa ft alfredo cunha

A possibilidade de tal acontecer nasceu oficialmente ontem. Sampaio da Nóvoa tem a seu favor não ser um político de carreira (a reacção ébria de Sérgio Sousa Pinto foi exemplar), sem com isso ser contra os partidos políticos. Fartos de políticos profissionais anda a generalidade dos portugueses.

Depois é um ilustre desconhecido, coisa que para os profissionais da mesma politiquice é um drama e, esfregada a realidade na sua cara, ameaça resultar em comédia: fartos dos mesmos andamos nós, caras novas espera obviamente a pátria do sebastianismo. Só quem vive na sua redoma dourada, nunca entrou num transporte público, aperta o nariz quando se cruza com uma tasca, e ainda acredita na cientificidade dos marketingues e outras calamidades que desabaram sobre a política (que é arte, nunca será ciência, muito embora tenha a aprender com elas) podiam não dar por isso. A falta que lhes faz a ciência-mestre, essa mesmo, a História, e ainda bem.

Politicamente Sampaio da Nóvoa é abrangente como o Presidente (não confundir o governo) que precisamos: vai do que sobra de esquerda no PS (a direita respectiva ficou piursa) aos partidos de esquerda, une-nos no essencial para os próximos anos: há alternativa à austeridade, embora possamos discordar no caminho a seguir. Defende os valores que a direita pateticamente desprezou em Belém: a democracia, a liberdade, enfim, a República. Combate a extrema-direita neoliberal porque é homem do mundo.

Faltava-me ouvir o seu discurso de apresentação: percorreu o cancioneiro das nossas vidas (gosto de homens que citam, significa que estudaram e humildemente aprenderam), soube ser sintético e claro, demonstrou vir ao que precisamos.

Ainda por cima andou pelos corredores da minha AAC, é da Briosa, fez do Teatro e da Educação o labor de uma vida – a cereja em cima do meu bolo, portanto.

A forma como a direita já cospe e foge, a suposta ameaça de avançar com Rui Rio armado em 7º de cavalaria por uma coligação do LSD com a Psilocibina recheada de outros alucinogénos independentes, capaz de ver naquela espécie de Sidónio dos tempos modernos “capacidade de penetrar no eleitorado de esquerda” (o que de resto, a suceder, deixaria esse eleitorado proibido de doar sangue), é a prova dos nove de que temos homem. Eu, para 2016, já tenho candidato.

Pintura de Paula Rego, fotografia Alfredo Cunha.

Comments

  1. Carvalho says:

    A direita tem lá essa coisa abjecta e repugnante como presidente da res pública porque a esquerda deixou e deu tiros nos pés.
    Mas Sampaio da Nóvoa tem um grande contra: o dinossauro Só Ares apoia-o; e se o imbecil do Só Ares apoia, isso não diz grande coisa sobre o candidato. Diz-me com quem andas…
    O meu voto não leva ele, com apoios desses.


  2. Claro que votarei Sampaio da Nóvoa, embora tivesse votado PSD, por artificio fraudulento que me montou Passos Coelho e, assim, me enganou. Porém, tal não mais sucederá. Quanto a Cavaco dispenso-me de comentários. Não votei nesse cidadão. Consequentemente, estou livre de qualquer censura. Uma nulidade insuprível.

  3. Hélder P. says:

    O meu voto é de Manuel Carvalho da Silva, caso este decida mesmo avançar.

    Mas também tenho gostado de Nóvoa, e poderá ser um bom Presidente da República. Os ódios que desperta na ala mais tachista do PS são um bom indicador do seu potencial. Pior do que está lá não fica, pior que Cavaco Silva / Américo Tomás II é difícil.


  4. O cargo mais inútil da choldra. Habitualmente não voto para escolher a quem se aluga por 5 anos o palácio situado nas imediações da Antiga Fábrica dos Pasteis de Belém. Abri uma excepção e votei na múmia em 2006, para derrotar o traste fundador do PS. Mas logo nesse dia fiquei com pena de não ter votado Manuel Alegre. Não por querer ver tal personagem presidente, mas deu-me gozo ver a humilhação que sofreu Soares. Claro que não me dei ao trabalho de votar em 2011 e 2016 será igual…
    Nem sequer votarei nas Legislativas, cujo resultado me é indiferente, porque ganhe quem ganhar, estarei na oposição no dia seguinte à tomada de posse. PSD e CDS já mostraram o que valem, pelo menos com as actuais lideranças, o PS já mostrou ao que vem. A tralha ávida de lugares já esfrega as mãos perante a iminência da próxima mudança de moscas em S. Bento.


    • Tem calma. Fontes geralmente bem informadas asseguram que um bisneto do Américo de Deus Rodrigues Thomaz também se candidata.


      • Erras o alvo. Não gosto de ditadores, embora esse não o tenha sido propriamente. Foi apenas um inútil colaboracionista. A inutilidade vem do próprio cargo, antes e depois. À semelhança da rainha de Inglaterra.
        Não acredito no sistema semi-presidencial. Ainda existem na U.E. presidentes mais inúteis que o português, o grego, o italiano, o alemão por exemplo, todos eles praticamente tão inúteis e dispensáveis como a realeza…

    • José Ponte says:

      E, se fosses dar banho ao cão? Como sabes, chapéus,
      há muitos!

  5. Rui Silva says:

    “…eleito acidentalmente por uma minoria numas eleições onde a esquerda se esforçou no acumular de erros e asneiras, conduzindo a uma forte abstenção.”

    Caro João José Cardoso, o melhor é não haver eleição, não vá alguém que não o Prof. Sampaio da Novoa ganhar acidentalmente as eleições.
    Dado que o povo tem repetidamente demonstrado a sua incompetência nesta matéria de eleições, segue-se a sua douta opinião que com certeza é a melhor, poupa-se tempo e dinheiro, e ficamos muito melhor servidos.

    cumps

    Rui SIlva

  6. gabbiano-libero@hotmail.com says:

    se for eleito presidente o Sr, Novoa vai ter problemas com o oportunista Sr. Antonio Costa.. porque a honestidade do Sr, novoa esta a léguas do outro Sr… espero que esse confronto aconteça, para o colocar nu lugar da insignificancia….


  7. Isto de defender alguem antes que mostre seja o que for faz-me temer que se esteja a caminhar para uma sociedade que se revê no muro central:dum lado estao os bons (meu) do outro estão os maus (eles).
    Um presidente que se arme em intervencionista no nosso sistema só vai arranjar mais problemas do que resolver. Luta partidária já chega e sobra os partidos e os seus trolls com oculos coloridos. Para casos graves então sim lá estará o paxa – e aí sim concordo devemos escolher bem para não ser pior a emenda (as suas intervenções) do que o soneto. Imagino que confusão se teria arranjado, até a nivel internacional e de credito se o Cavaco tivesse a desproposito , antecipado as eleições.
    Percebe-se e compreende-se que para alguns da luta partidaria lhes conviesse, e normalmente reclamaram. Teria é sido perigoso meter um presidente a arranjar mais confusão do que se deve.


    • Claro, o que está bem é termos para o ano um governo com um OGE aprovado por outro. Faz todo o sentido porque o importante é baixar as calças a nível internacional e de crédito.

      • Rui Silva says:

        Sempre que “vamos aos mercados” pedir dinheiro,” é baixar as calças a nível internacional “.
        Vejam neste momento que está com a calças mais “abaixadas” :
        A Grécia do Siriza.

        cumps
        Rui Silva


        • Outro a tresler. Ou a baixar as calças, que reestruturar a dívida é coisa que não assiste a quem aproveita a mesma para meter rédea curta a quem trabalha.
          O patriotismo da direita é uma coisa fantástica.

  8. sempresempre says:

    Eu voto Sampaio Da Nóvoa, merece toda a confiança .


  9. Sampaio da Nóvoa faz bons discursos. Parece que isso o habilita a ser o melhor presidente. Como o padre Melícias é dos melhores oradores que conheço, porque não o escolhem para o cargo? O presidente tem de ser mais do que um bom e grande orador. Em todo caso acho que o cargo deveria ser extinto. Não serve para nada. Até porque a aristocracia tem um peso muito forte na nossa sociedade, da esquerda à direita, pelo que o rei dava mais jeito. Apesar de Cavaco ser um péssimo presidente muito da acrimónia contra ele vem do facto de ser um homem sem sangue azul (que é coisa que parece sobrar em Sampaio da Nóvoa). Reparem no insulto que se dirige à Maria, 1ª dama. Não é burra, estúpida ou incompetente: é pindérica. Isto diz tudo de nós. De esquerda mas com nobreza quanto baste, que o povo é giro mas reaccionário.
    Existe outro candidato, Henrique Neto, de esquerda e com provas dadas. Mas a esquerda não o quer. Tem o pecado grave de ser um self made man. Isso é absolutamente tabu para a esquerda. E depois… depois é filho de um operário. Aggghh.

  10. João Soares says:

    Este bate-papo está a dar alguns ares de “futebolês”
    Quem é melhor ? o Benficolo ou o Futebol Clube do Porto ?
    Não excitemos em vão os neurónios pois o destino está traçado
    Os tudólogos das TVs e dos jornais conseguiram relegar para
    segundo plano as próximas legislativas.
    O próximo PR (Político Reformado) sairá de ciência certa de uma qualquer desova do chamado “arco do poder “( PS/PSD.)
    Só por obra divina algum português decente seria eleito Presidente neste país.De resto,faz-nos menos falta um PR do que um nadador salvador de serviço permanente no bidé lá de
    casa. O Jorge Sampaio fazia discursos tão lindos ,tão lindos !
    Consequências : ZERO !
    Para quando a discussão (referendo ? ) pública sobre o maldito
    método que o sr D`Hondt inventou e que transforma em esterco centenas de milhares de votos expressos ??????
    Iisso sim é que era assunto.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.