O Acordo Ortográfico de 1990 explicado por Dilma Rousseff


Generated by IJG JPEG Library

© Igo Estrela / Getty Images (http://bit.ly/2bMqB1b)

“I want so to see the Arno. The rooms the Signora promised us in her letter would have looked over the Arno. The Signora had no business to do it at all. Oh, it is a shame!”

— E. M. Forster, “A Room with a View

***

Hoje, durante o discurso inicial de defesa, Dilma Rousseff explicou as razões pelas quais o Acordo Ortográfico de 1990 é perfeitamente inútil.

Por exemplo, no discurso de Rousseff há duas ocorrências de «ruptura democrática» e uma ocorrência de «ruptura institucional». Ora, segundo o estabelecido no AO90, ruptura mantém-se no português do Brasil, mas deixou de existir em português europeu: criou-se a *rutura. Exactamente, aquela que já em 1999 parecia “injustificada“. Efectivamente.

Quanto ao aspecto, Rousseff volta a referi-lo:

Nos últimos dias, novos fatos evidenciaram outro aspecto da trama que caracteriza este processo de impeachment.

O aspecto foi proscrito da norma portuguesa europeia. O aspecto português europeu é outra vítima do AO90: criou-se o *aspeto. Quanto aos “novos fatos”, todos sabemos onde encontrá-los: sim, eles existem.

Obrigado, Dilma Rousseff, por esta lição.

***

Comments

  1. Pedro says:

    Qual é a coisa mais chata do mundo de todos os tempos? Ver a tinta a secar? Não, ler uma análise ortográfica do texto do discurso de um politico, ainda por cima um discurso tão importante, num momento tão decisivo.

    • António Fernando Nabais says:

      Análise ortográfica do discurso? Ler é uma chatice, efectivamente. O texto é mais uma demonstração de que o AO da uniformização ortográfica criou diferenças que não existiam. Se o Pedro lesse, teria percebido o que Dilma Rousseff explicou.

  2. anónimo says:

    Obrigado Dilma Rousseff por lutar abnegadamente,
    pelo Brasil, pela Democracia, pela Verdade, pela Justiça, pela Humanidade,
    contra o golpe de estado dos gatunos da extrema direita.
    Discurso completo aqui:
    http://otempodascerejas2.blogspot.pt/2016/08/na-integra-de-proposito.html

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s