Parolos pos-modernaços

Exposição de carros no Museu dos Coches! Prafrentex, man ! Bué radical etc e tal. Para sensibilizar a malta, afirmam.
O que se segue? Exposição de molduras digitais – em 4k! – no Museu de Arte Antiga? E que tal uma mostra de cozinha gourmet no Museu de Arte Moderna? Ou talvez uma versão de disc-jockey da Traviata no S. Carlos. Não faltam possibilidades. Até que alguém vos pare, parolos pos-modernaços.

Comments

  1. otto solano says:

    É a mediocridade aliada à promoção do consumismo!

  2. Helder P. says:

    Quando a publicidade se disfarça de exposição, e o museu serve de montra…


  3. Trabalho numa escola (sou professora).
    Era interessante que lá fizessem o contrário:
    MOSTRA DE PROFESSORES/ TRABALHADORES “VINTAGE”, já que a maioria tem bem mais do que 50 anos (e ainda lá terá de andar bastante mais).
    Se as senhoras deixassem a “parolice” de pintar os cabelos e disfarçar as rugas com maquilhagem, no dia seguinte à mostra desses exemplares não haveria crianças para entrar no “Museu”, tal era o susto. 🙂

  4. Ana A. says:

    Bem! Para os automóveis caberem lá é porque havia muito espaço desaproveitado. Logo, gere-se melhor o espaço e na volta, leva-se a ver os coches quem só queria ver os carros, e vice-versa! Não nos esqueçamos que a todo o tempo estão a exigir-nos que sejamos polivalentes!

  5. JgMenos says:

    É o défice, estúpido…
    E tudo são coches.


  6. Paulo Só says:

    A verdade é que o que está lá a mais são os Coches. Esse museu é um fracasso, o Paulo Mendes da Rocha que me perdoe. Já visitei alguns projetos dele bastante interessantes e bonitos, mas nesse espalhou-se completamente. Aquilo é uma garagem, um Lidl. Deveriam contratar alguém para resolver questões mínímas como a do projeto museológico, da iluminação, da disposição dos coches e decoração em geral. É um desastre.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.