Jornalismo de referência

O Expresso nunca disse que este relatório era oficial nem que era final.” – Pedro Santos Guerreiro sobre a notícia que levou o líder da oposição dizer que é preciso ler o Expresso para saber o que se passa no país.

image

Na mesma linha, também se pode ler o Aventar para saber o se diz nesse relatório.

image

image

E relatório diz:

RELATÓRIO TANCOS
Desaparecimento de armamento militar
Julho (?) de 2017

Parece que não tem autor. É possível que tenha páginas impressas por baixo da capa.

Já que aqui estamos, ó Pedro Santos Guerreiro, e os Panama Papers? Já houve tempo para  cruzar os dados e sabermos quem são esses jornalistas avençados? E os cables da Wikikeaks?

Comments


  1. Uma vergonha!

  2. Rui Naldinho says:

    Desde o incidente no Colégio Militar com os alunos que não eram suficientemente “machos para seguirem a carreira das armas”, que este Ministro da Defesa está debaixo da mira das altas esferas militares.
    O pretenso assalto a Tancos não passa de uma forma bizarra de os militares lhe “fazerem a folha”. Qualquer dia roubam um submarino, que entretanto foi vendido à Venezuela, ou está na Alemanha em manutenção, e a culpa é do ministro que não sabia.
    Acresce que o PS insiste naquela ideia, que já vem do tempo de António Costa, como Ministro da Administração Interna, de que pode chegar a general qualquer militar de carreira desde que tenha uma licenciatura, mesmo sem passar pelo crivo da Academia Militar, a Universidade dos Militares desde 12 de Janeiro de 1837. Ora, isso para a corporação castrense é uma aberração.
    Se percebermos como aquele Senhor de recente memória, chegou a Comandante da Proteção Civil, com uma licenciatura de equivalências várias, tirada na “Universidade de Cacilhas”, e um diploma da “farinha Amparo”, pecebemos a revolta dos militares, que até há bem pouco tempo, ocupavam o lugar. Um Comando de Major General, no mínimo, quando não mesmo por um Tenente General.
    Percebe-se como o PS gere mesmo muito mal estas coisas da Defesa.


  3. Estamos em estado de tensão…


  4. Numa conversa deveras totalmente inconsequente para rematar no final « que o PS gere muito mal », as ratoeiras que esta direita radical do Passos e companhia limitada, estão sempre a aprontar, com inventonas e actos constantes, devido ao desespero em que vivem por não estarem eternamente no poder, deitam o fogo a tudo, forjam documentos, dizem que se o País está melhor é obra deles, muito descaramento, sem moral sem dignidade nenhuma, que é feito do PSD do Sá Carneiro, este grande homem, por algum motivo, que ainda não conhecemos desapareceu como todos sabemos, a verdade vive escondida, é tudo assim na vida politica deste País, tudo é possível… até quando…


  5. pois é, jornal expresso. a arte de atirar barro à parede. bom, não é bem barro, é da mesma cor. castanho e laranja, e fede.

  6. José Faustino says:

    Então, “ricardo costa”, e os Panama Papers? Nada?

  7. Hélder P. says:

    Uma folha de rosto bem fraquinha. Nem sequer um logótipo do Ministério da Defesa ou República Portuguesa? “Relatório Tancos”, isto é algum telegrama? Que tal ” Relatório confidencial da subcomissão do subcomité (…) sobre o incidente na Base Militar de Tancos”? Ou o clássico carimbo vermelho “Top Secret”.
    Esta malta do Expresso tem muito que aprender na escrita de romances de espionagem.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.