A Ponte Luís I

 

A Ponte Luís I é um dos mais importantes monumentos partilhados pelas cidades do Porto e de Vila Nova de Gaia. Todos os dias é atravessada por milhares de pessoas. A sua história estará para sempre ligada a estas duas cidades e o seu contributo para o sucesso presente da economia do turismo parece ser inegável. E sendo esse sucesso tão grande, resultando dele tanto lucro para agentes privados, que exploram o que é de todos, e agentes públicos, aos quais cabe cobrar os respectivos impostos e preservar o que a todos pertence, não é fácil de compreender o estado de degradação a que chegou uma tão importante Obra de Arte.

[Read more…]

“Jornalismo” militante na imprensa empenhada

O Jornal Económico pegou num artigo do Financial Times com um ano (de Setembro de 2016), traduziu-o, publicou o seu próprio resumo, partilhou-o no Facebook e depois apagou-o.

«“Portugal está no centro de uma tempestade perfeita”, realça o Financial Times» (Google cache), assim titulou Leonor Mateus Ferreira a peça em causa. Nela se encontra o descrédito que os sábios estrangeiros sentenciam sobre Portugal e que os indígenas, ignorantes e manipulados por uma comunicação social comprada, não reconhecem. É o que se poderia pensar sobre o assunto, não estivéssemos nós perante uma variante de fake news.

Foi precipitação de quem não reparou na data, tal era o entusiasmo com a oportunidade de citar um cronista estrangeiro qualquer? Não sabemos, o jornal optou por apagar silenciosamente o artigo, sem se dignar a dar uma palavra aos leitores. Como se o que vai para a net alguma vez desaparecesse. Pega-se num artigo de opinião, dá-se-lhe um título assassino, eleva-se-o ao estatuto de ser um jornal a dizê-lo, estrangeiro, ainda para mais, e assim temos spin nacional para encher caixas de ressonância (teve 1.6 mil partilhas no Facebook).

Seguem-se as capturas de ecrã para documentar que, de facto, existe uma imprensa comprometida, sim, mas com um certo modelo de sociedade, conducente a uma brutal assimetria social, e que se tem procurado implantar um pouco por todo o lado, Portugal incluído.
[Read more…]

Verdadeira filhadaputíce

Há dias, a direita lançou a sua campanha de boatos , mais uma, dizendo que o Estado (ler o Governo) açambarcou os milhões  doados pelos portugueses e que não se sabe onde os está a gastar (insinua-se que será para fins eleitorais). Veja-se a perfída dos usurpadores (sim, continua existir quem defenda a tese), ficarem com a lavagem de consciência dos portugueses (ler donativos). Milhões e milhões de euros. Uns porcos.

Reclama o PSD que  “é imperativo que exista informação e transparência sobre os montantes das doações que foram feitas, quem têm sido os seus beneficiários e para que fins está a ser aplicado esse dinheiro”.

Como a mentira tem a perna curta, logo se soube que esses milhões foram, quase todos, para os beatos ligados ao PSD e CDS. Afinal, são as instituições privadas do negócio da “economia social” (ler caridade), que tão empolgadas e beneficiadas foram pelo anterior governo, que têm o grosso das contas a prestar. Constatado o tiro no próprio pé, alguém precisava de dar a cambalhota gelatinosa para justificar o injustificável. Coube a vez ao douto Duarte Marques proceder à reescrita da verdade.

[Read more…]

Um abraço, Zé Carlos!

jose_carlos_lima

Miguel Teixeira

Dizia Victor Hugo, escritor , dramaturgo e político, que “a imprensa é a sagrada e imensa locomotiva do progresso”. Esta semana, um dos grandes jornalistas deste país, que ajudou a desenvolver o espaço geográfico do Minho nas últimas duas décadas, partiu para aquele lugar onde repousam os homens bons.
Conheci o José Carlos Lima num dia que não consigo precisar, no ano de 1998, no ano em que julgo que ele era um estagiário do curso de comunicação social da Universidade do Minho.
Telefonou-me do seu local de trabalho, o Jornal Diário do Minho, para me questionar sobre a estratégia da minha direção política para a Federação Distrital de Braga da JS. Eu tinha acabado de ser reeleito Presidente da Federação Distrital de Braga da JS, num Congresso realizado em Fafe e vivia um momento particularmente feliz da minha passagem pela política ativa. [Read more…]