PPD-PSD


Imagem via Daily Cristina

A forma como ele o entoa, como nunca ousa deixar o PSD órfão do PPD, é algo que me fascina. Isso e a insistência em esbarrar-se eleitoralmente. Mas ainda há esperança, caso Rui Rio ganhe as próximas Legislativas e seja chamado para servir em Bruxelas a meio do mandato. E poucas coisas seriam tão belas como ver Marcelo dissolver a Assembleia da República. Karma can be a bitch. O problema é se sai dali outro Sócrates. E outro Passos a seguir.

Comments

  1. Há certos vampiros que, como não sabem fazer mais nada, andam sempre por aí, a coberto da noite, para chupar o mais possível onde quer que possam chupar.
    É curioso como muito políticos passam a vida a falar daqueles que são subsídio-dependentes, que não fazem nada na vida além de mamar na teta do Estado. E fazem-no tão convictamente que que ninguém se apercebe sequer que falam de si mesmos.
    Afinal, que faz esta gente na vida, esta gente a quem chamam políticos do “arco da governação”, que não seja “andar por aí” a ver onde é que podem enfiar os dentinhos?

  2. Rui Naldinho says:

    Tinha um bom emprego e deixou-o fugir.
    A insaciabilidade de Pedro Santana Lopes é maior que a sua lucidez.
    Sabia muito bem que se ganhasse ontem, perderia mais à frente, talvez em 2019. Mas Santana é irrequieto e não sabe viver no sossego.
    Santana nunca percebeu que há um trauma no PSD que ficou desde 2005. O tal que deu a pior derrota eleitoral ao PSD em legislativas, e uma maioria absoluta ao PS de Sócrates.
    Não perceber isto, é não conhecer o velho PSD, que apesar de tudo ainda não soçobrou por completo diante das novas vagas de populistas produzidas pela “universidade de Castelo de Vide”.

    • Rui Naldinho says:

      A nossa imprensa está mesmo de rastos. Grande parte da comunicação social com excepção de alguns jornalistas, dignos desse nome, como Ana Sá Lopes, que “apostou” em Santana Lopes, segundo os critérios que ela mesma achava determinantes nesta eleição, errou. Mas louve-se a honestidade intelectual da senhora, que apresentou argumentos. Ela não é próxima do PSD. Longe disso. Foi apenas um critério jornalístico de análise a um determinado fenómeno. Contrariamente, alguns jornalistas nomeadamente do Expresso, como Ricardo Costa e Henrique Monteiro, dois ex diretores diga-se, até se tornaram patéticos nas suas análises.
      O último dos citados, notava um amadurecimento e uma clarividência de raciocínio de Santana Lopes, desde o tempo das “trapalhadas”, catapultando-o para novos voos. O primeiro, ontem, escreve um artigo a seguir à eleição de Rui Rio, a dizer pura e simplesmente isto:
      “Estava escrito nas Estrelas”.
      http://expresso.sapo.pt/opiniao/2018-01-13-Rio-ganhou.-Estava-escrito-nas-estrelas.-Mas-o-PSD-esta-muito-longe-das-estrelas

      Ó Ricardo, estava escrito nas estrelas uma ova!!
      Prognósticos no final do jogo, até eu faço.
      Enxerguem-se, pá! Que já têm idade para isso.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s