O Dr. Passos “opta pela vida académica”

O título do jornal Expresso poderia levar o leitor de bom senso a julgar que o ex-Primeiro-Ministro, o Dr. Pedro Passos Coelho, tinha decidido voltar a estudar. Não é o caso, porém.

Na realidade – essa sempre espantosa dimensão da semiótica que teima em ultrapassar a ficção – o político português que mais dano causou ao país desde que há democracia, vai dar aulas “em várias universidades”. É perfeitamente plausível que o ex-Primeiro-Ministro detenha as habilitações necessárias ao exercício da função de professor universitário, mesmo que para isso os serviços respectivos da administração façam o favor – que é dever – de reconhecer e creditar ao Dr. Passos Coelho a vasta experiência profissional adquirida nos últimos anos, convertendo-a em competente e adequado título académico.

[Read more…]

Pedro, o turboprofessor

PPC

Fotomontagem via Uma Página Numa Rede Social

Segundo o Diário de Notícias, cuja peça foi amplamente citada pela concorrência, Pedro Passos Coelho irá agora dedicar-se à vida académica e dar aulas em várias universidades do país. Depois do advento do turbolicenciado, eis que é chegado o tempo do turboprofessor.

Se considerarmos a experiência profissional de líder cessante do PSD, que passou quase duas décadas na universidade para concluir a sua licenciatura, ou era isto ou regressava à JSD para colar cartazes. Ou à Tecnoforma para abrir portas. Decidiu seguir a vida de docente, depois de vários anos a tentar destrui-la. [Read more…]

Brandos costumes

E.jpg

via Expresso

Um estudo que envolveu cerca de 4600 jovens revela que mais de metade dos inquiridos já foi alvo de comportamentos violentos no namoro e que dois terços vêem esses comportamentos como normais numa relação. A idade média dos participantes neste estudo foi de 15 anos. Isso, Idade Média.

O Expresso divulgou alguns números deste estudo, que se agravaram, ainda que ligeiramente, face ao mesmo estudo do ano passado. Algo parece estar a falhar na educação dos jovens portugueses, para que tantos adolescentes de 15 anos encarem a violência no relacionamento com tamanha normalidade.  [Read more…]